Início Cidades Sorriso Sorriso: Prefeito solicita escola agrícola e reforça pedido de um novo CRS

Sorriso: Prefeito solicita escola agrícola e reforça pedido de um novo CRS

0

Em Cuiabá, o gestor também destacou a necessidade de uma patrulha rural e de orientações para a gestão de resíduos

O prefeito de Sorriso, Ari Lafin, cumpriu agenda na capital do Estado nesta terça-feira (21) para tratar de demandas ligadas à segurança pública, educação, meio ambiente e agronegócio. Junto ao prefeito, estavam os secretários municipais Estevam Calvo (Administração), José Carlos Moura (Segurança Pública, Trânsito e Defesa Civil), e o engenheiro sanitarista Marcelo de Oliveira.

Na Secretaria de Estado de Educação (Seduc), o pedido ao secretário Alan Porto foi de uma escola agrícola dentro do conceito de agricultura 4.0, em que a tecnologia é largamente empregada e o conceito de inteligência artificial não é somente nome de filme, mas faz parte da rotina diária. “Estamos hoje formalizando este pedido e também instalando duas frentes de trabalho, uma liderada pela Secretaria Municipal de Educação e Cultura (Semec) e outra pela Secretaria Municipal de Agricultura e Meio Ambiente (Sama)”, adianta o prefeito, reforçando que já ofertou área ao Estado para edificar a estrutura no Parque Tecnológico Luiz Giroletti.

Na Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp), o gestor intensificou junto ao secretário de Estado de Segurança Pública, Alexandre Bustamante, as negociações para a disponibilização de uma patrulha rural da Polícia Militar, assim como para a construção de um novo prédio para o Centro de Ressocialização de Sorriso.

“Foi uma conversa muito proveitosa, visto que recebemos, do secretário Bustamante, a sinalização de início da patrulha rural em outubro, e, para 2022, devem começar os trâmites legais para construir um prédio para o CRS na área destinada pelo Município, que fica próximo à PRF”, adianta o prefeito. Nesta área, de quase 5 hectares, às margens da BR-163, deve ser edificado um prédio em estrutura pré-moldada, que pode comportar até 336 detentos, com possibilidade de dobrar esta capacidade se for necessário nos próximos anos.

Já quanto à patrulha rural, o secretário José Carlos Moura explica que o trabalho a ser desenvolvido pela PM no monitoramento de propriedades rurais envolve tecnologia de ponta, com a base de operações na capital, mas com as ações descentralizadas e coordenadas remotamente. “Recebemos o compromisso de que deve ser encaminhado um veículo específico para esta finalidade a Sorriso já no próximo mês”, acrescenta.

“Com foco na sustentabilidade, também fomos à Sema em busca de um norte na gestão adequada de resíduos”, aponta o prefeito. Especificamente, foi solicitada orientação no tocante à gestão dos resíduos de madeira, aquelas sobras de podas, pallets ou restos da construção civil. “Esta é uma situação vivida por outros municípios também e a uma norma técnica da Sema certamente vai nos ajudar a  fazer a gestão sustentável de todos estes resíduos”, contextualiza o gestor.

Texto: Nádia Mastella