Início Cidades Sorriso Sorriso: No dia de São João, HMC registra recepção vazia no horário...

Sorriso: No dia de São João, HMC registra recepção vazia no horário do almoço

0

Parques fechados, fim das festas clandestinas, população consciente, forças de fiscalização atuando e o resultado dessa junção de fatores é uma imagem histórica desde o início da pandemia:

uma ocasião em que o Hospital Municipal de Campanha não tem pacientes aguardando atendimento no horário do almoço. Essa imagem é de hoje, dia de São João (a equipe agradece a ajudinha do santo das festas juninas e que teve o nascimento anunciado com fogo em um mastro), registrada às 12h04.

Se a imagem de agora é histórica – e emociona quem está por trás dessa luta; muitas mãos estiveram unidas para que fosse possível seu registro. Desde a madrugada até o meio-dia já passaram pelo HMC mais de 100 pacientes. Só nesta manhã, quatro médicos, além das equipes de enfermagem, fisioterapia, nutrição, recepção, limpeza, se revezam nos atendimentos.

 Desde a implantação em maio de 2020, já foram realizados mais de 76,3 mil atendimentos só no HMC.

“É um momento histórico. Só quem tem vivido de perto esses quase 500 dias de enfrentamento tem noção da emoção dessa imagem. O sonho é que esse fosse o registro de Sorriso daqui para frente. Mas, infelizmente a gente sabe que não é essa a realidade. Sabemos que logo essa recepção estará lotada e nossa equipe estará pronta para atender”, frisa o gestor da pasta de Saúde e Saneamento, Luís Fábio Marchioro.

Contudo, a pausa é bem-vinda. “Significa que a população está ouvindo nossos apelos para evitar aglomerações, festas. Significa que o trabalho das forças de fiscalização, segurança e salvamento está tendo resultados reais e somos gratos por isso”, diz Marchioro.

 O secretário aproveita para reforçar o apelo em relação aos cuidados. “É um apelo mesmo para que as pessoas continuem fazendo uso das medidas protetivas não farmacológicas independente de imunizadas ou não”, destaca. “E quem for chamado para a vacinação, por favor, vá, receba sua picada de esperança e espalhe essa mensagem de empatia pelo outro”, finaliza

Claudia Lazarotto Fotos: Decom