Início Cidades Sorriso Sorriso: Desde a abertura, Hospital de Campanha já realizou mais de 35,5...

Sorriso: Desde a abertura, Hospital de Campanha já realizou mais de 35,5 mil atendimentos

0

“O atendimento precoce tem salvado vidas”, pontua o secretário de Saúde e Saneamento, Luís Fábio Marchioro. Exemplo disso são os registros de atendimento do Hospital de Campanha de Sorriso em janeiro: desde o dia 1º até hoje (28), 145 pessoas estiveram internadas no HC; dessas somente 11 permanecem hospitalizadas; 134 tiveram alta e comemoram em casa a vitória contra a Covid-19. Marchioro salienta que além dos pacientes, toda a equipe da linha de frente comemora cada batalha vencida. “Quando o paciente tem alta e  volta pra casa curado é sempre uma sensação única; porque estamos falando de vidas e todas as vidas importam”, diz.

Ele complementa que esses números são só do HC e que durante o período também houveram internações em outras unidades. “Mas com o atendimento precoce conseguimos diminuir internações em UTIs, por exemplo”, diz. O secretário frisa ainda que desde a abertura do HC, em 1º de junho, 35.585 pessoas já passaram pelo local e foram atendidas; desse total, 5.454 são de atendimentos médicos com consultas só no mês de janeiro de 2021. Os dados também apontam 3.341 exames realizados e 248 atendimentos por fisioterapeutas, todos realizados somente em janeiro. “São dados importantes que demonstram a capacidade técnica dos nossos profissionais aliada à estrutura disponível; e, enfatizo o quanto ações como a fisioterapia respiratória estão fazendo a diferença na melhoria do quadro das pessoas positivas”, explica.

O HC está aberto 24 horas e conta com três equipes médicas trabalhando diuturnamente. A unidade (HC) dispõem de 15 leitos com oferta de oxigênio medicinal com reservatório próprio com capacidade para 30 mil metros cúbicos; 19 respiradores também estão à disposição na estrutura, cinco deles de última geração e de UTI. Há ainda, 19 cápsulas Vanessa distribuídas entre o HC e a Unidade de Pronto Atendimento Sara Akemi Ichicava, equipamentos como o BiPAP; uma sala de raio-X, a Central de Coletas de Exames para suspeitos de Covid-19 e o serviço de fisioterapia disponível para pacientes internados e fisioterapia cardiopulmonar para os pós Covid. Além da atual estrutura, caso for necessário é possível ampliar o atendimento com a oferta de mais nove leitos; o município dispõem ainda de cinco leitos de estabilização instalados na UPA.

E a recomendação para quem sentir sintomas, isto é, qualquer sintoma que possa estar relacionado à Covid-19 é procurar atendimento imediato. Tanto o HC quanto a UPA ficam abertos 24 horas. Além disso, o PSF Nova Integração, localizado na Zona Leste, também está atendendo no período noturno. E há ainda as Unidades Básicas de Saúde que estão preparadas para atendimento e encaminhamento.

No caso da necessidade de medicação, os pacientes podem retirar nas três farmácias cidadãs da área urbana – a Farmácia Cidadã Central 24 Horas, a do Bela Vista e a da Zona Leste e nas duas dos distritos – Primavera e Boa Esperança, somente é necessário que o paciente apresente receita do Sistema Único de Saúde (SUS).

“Nossa equipe está treinada para atender e realizar visitas domiciliares aos pacientes para acompanhamentos; disponibilizamos um hospital municipal exclusivo para tratar casos de Covid-19; realizamos convênio com clínicas especializadas para disponibilizar a realização de tomografias em qualquer momento, por isso destacamos tanto a importância de procurar auxílio nos primeiros sintomas, pois o tratamento precoce tem se mostrado muito eficiente”, salienta Marchioro.

E as recomendações preventivas como o uso de máscara, álcool 70º e distanciamento social continuam válidas, inclusive para quem já foi infectado. “Quem já foi infectado uma vez não está imune à reinfecção, por isso destacamos a importância de toda a população manter as medidas de segurança”, finaliza o secretário.

Qualquer dúvida em relação à Covid-19 ou mesmo denúncia pode ser realizada pelo número 150 que atende das 7 horas da manhã à meia-noite. E continua válida a recomendação para que os sorrisenses evitem aglomerações; usem máscaras; higienizem as mãos com frequência com sabão ou álcool 70% e respeitem o período de quarentena no caso de testar positivo ou estar suspeito, evitando assim a proliferação do vírus.

Claudia Lazarotto
Fotos: Ney Pinheiro