Início Cidades Sorriso Sorriso: Coral de Natal da Upa ecoa o som do aconchego na...

Sorriso: Coral de Natal da Upa ecoa o som do aconchego na recepção da Unidade

0

A ação é destinada aos pacientes da recepção e observação e contribui para acalentar o coração, abrandar ansiedade do momento e promover bem-estar

O som do Coral, recém criado pelos servidores da Upa, ecoou na recepção da unidade de saúde, em Sorriso, na terça-feira (20) e segue até, hoje, quinta-feira (22), com apresentação às 20h. Idealizado pelo engenheiro clínico e chefe de manutenção, Pedro, a ideia do coral foi prontamente acatada e assim foi formado por funcionários de vários setores da unidade. Todos entusiastas da música e do amor ao próximo, mesmo sem experiência resolveram aceitar o desafio. Para reforçar o quadro, o grupo contou com a participação voluntária do músico Anderson Bittencourt.

A enfermeira Janaina, disse que a ideia do coral surgiu nesse Natal, com um sentimento especial, típico dessa época de aproximação das famílias e a Upa é uma família. “A unidade Upa é uma comunhão entre os servidores e usuários. Um sentimento de imensa gratidão e amor de Deus, pela música e pela oportunidade tomou posse de todos, tanto que nos surpreendíamos em cada ensaio. Na estreia, apesar do fator nervosismo, foi um grande sucesso e um sonho realizado! Conseguimos cantar e encantar. Foi compensador pelo acolhimento que recebemos dos usuários que estavam na sala de espera.  Cantar é acolher o próximo, com o dom que Deus nos deu que é amar ao próximo”, completou emocionada.

Nos tempos em que vivemos e a proximidade do Natal, desperta muitos sentimentos. Este período do ano tem um significado especial e é muito importante que as pessoas melhorem sua consciência, relata o diretor administrativo da Upa, Wesley. “As pessoas vêm até a Upa na busca de atendimento médico e a melhora de suas dores e problemas físicos. A iniciativa da apresentação do coral, veio como forma de contribuir para a melhora espiritual, com alguns momentos de alegria e descontração que possam amenizar as dores. Essa é uma oportunidade de materializar, através da música, a melhora do emocional e vida espiritual das pessoas”.

DA ASSESSORIA