Início Cidades Sorriso Sorriso: Confira os grandes vencedores do XIV FACES

Sorriso: Confira os grandes vencedores do XIV FACES

0

O Festival de Artes Cênicas de Sorriso – Prêmio Francisco Donizetti de Lima (Faces), promovido no Auditório Farroupilha, do Centro de Eventos Ari José Riedi, premiou os vencedores da competição na noite de sábado (01).

Na categoria Infantil, a peça vencedora foi “Dona Baratinha”, do grupo de teatro Encenação. A segunda colocada foi “A Corrida Real”, do grupo de teatro da Escola Municipal Francisco Donizetti de Lima. O terceiro lugar foi para a peça “Asas da Poesia”, do grupo de teatro Cia de Teatro Contrastes, de Colniza.

“Acelera Nave” foi a peça vencedora da categoria Juvenil, produção do grupo de teatro Todos pela Arte, de Sorriso. A segunda colocação ficou com “Nem Tudo Que Cai na Rede é Peixe”, do grupo Metamorfose, de Campo Verde. Em terceiro lugar ficou “O Diário de um Louco”, do grupo de Teatro e Palhaço IFMT, de Rondonópolis.

Na categoria Mista, a produção vencedora foi a peça “O Colorido Preto e Branco”, do grupo de teatro Cia Facce, de Várzea Grande. O segundo e terceiro lugar ficaram para Sorriso, com a premiação respectiva das produções “SOS 2.0”, do grupo Todos pela Arte e “Victor Frankenstein”, do Arte & Cena.

Já na categoria Adulto, a melhor peça foi “A Liberdade dos Tambores”, do grupo sorrisense Thespis.  O segundo lugar ficou com “Amizades”, do grupo Masks, também de Sorriso. A terceira colocação foi para a peça “Conversas de Botas e Batidas”, do grupo de teatro Cia Vostraz de Teatro, de Várzea Grande.

Como melhor direção, Rosemeri Felix do Nascimento conquistou o prêmio com o trabalho desempenhado no espetáculo “Dona Baratinha”, na categoria Infantil; Kelly Gonçalves garantiu o prêmio na Juvenil com a direção do espetáculo “O Colorido Preto e Branco”; Valdiney Miguins conquistou o prêmio com a peça “A Liberdade dos Tambores”, na categoria Adulto e Kelly Gonçalves foi eleita a melhor diretora na categoria Mista por “O Colorido Preto e Branco”.

No quesito “Melhor Ator”, o vencedor, na Infantil, foi Wesley Silva Rocha, pela atuação em “A Corrida Real”; na categoria Juvenil, quem faturou o troféu foi Marcos Vinicios Alves de Araujo, de “O Diário de um Louco”; Renan Felix de Souza venceu na categoria Mista, com a peça “Victor Frankenstein” e Natanael Oliveira Silva, de “A Liberdade dos Tambores” foi eleito o melhor ator na categoria Adulto.

Já no item “Melhor Atriz”, Antonia Victória Cotta da Silva, de “Dona Baratinha”, venceu na categoria Infantil. Isabel Santi Bauer, da peça “Acelera Nave” garantiu o prêmio na categoria Juvenil; e Yasmim Gabrieli Silva Siqueira venceu como melhor atriz nas categorias Mista e Adulta, com “Quem Liga” e “A Liberdade dos Tambores”.

Para a Secretária Municipal de Educação e Cultura, Lúcia Drechsler, a realização do festival foi muito importante para a arte sorrisense e regional. “Parabenizo a todos pela realização deste lindo evento. Para nós é um orgulho imenso ver despertar tantos talentos nas artes cênicas em Sorriso e por ver mais um ano do Faces sendo realizado com tanta dedicação e superando as expectativas”, destaca a gestora, elogiando a atuação de todos os envolvidos que fizeram o sucesso do evento.

O Faces foi organizado pela Associação Cultural Ribalta Sorrisense com apoio da Administração Municipal de Sorriso, por meio da Secretaria Municipal de Educação e Cultura (Semec). O Festival conta com patrocínio oriundo da Lei Aldir Blanc, por meio da Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer (Secel).

Confira os demais premiados em todas as categorias:

Categoria Infantil

Melhor Cenografia – Alexandre Martines da peça “Dona Baratinha”

Melhor Figurino – Rosemeri Felix do Nascimento da peça “Dona Baratinha”

Melhor Sonoplastia – Rosemeri Felix do Nascimento da peça “Dona Baratinha”

Melhor Ator Revelação – Pedro Souza da peça “A Corrida Real”

Melhor Atriz Revelação – Gabrielli Vaz Micheletti da peça “Dona Baratinha”

Categoria Juvenil

Melhor Cenografia – João Victor Walchak da peça “Acelera Nave”

Melhor Figurino – Lukas Layon da peça “Nem Tudo Que Cai na Rede é Peixe”

Melhor Sonoplastia – João Victor Walchak da peça “Acelera Nave”

Melhor Ator Revelação – Pablo Vinicius Gaio Horória da peça “Acelera Nave”

Melhor Atriz Revelação – Maria Luísa Moura e Silva de Morais da peça “Sinto sua Falta”

Categoria Mista

Melhor Cenografia – Ane Karoline da peça “SOS 2.0”

Melhor Figurino – Janne da peça “O Colorido Preto e Branco”

Melhor Sonoplastia – Sergio Lacerda da peça “O Colorido Preto e Branco”

Melhor Ator Revelação – Miguel Zappe Cardoso Leal da peça “Victor Frankenstein”

Melhor Atriz Revelação – Letícia Mell da peça “O Colorido Preto e Branco”

Categoria Adulto

Melhor Cenografia – Valdiney Miguins da pela “A Liberdade dos Tambores”

Melhor Figurino – Deivide Felisberto Stumm da peça “Amizades”

Melhor Sonoplastia – Ricardo Porto da peça “Conversas de Botas e Batidas”

Melhor Ator Revelação – Robson Variani da peça “Quem Matou Florence”

Melhor Atriz Revelação – Ane Karoline da Silva Sá Lanzoni da peça “A Liberdade dos Tambores”

Link do Canal da Ribalta Sorrisense no YouTube, com todas as peças.

https://youtube.com/channel/UC7dlF5dtJ9aU9JPTxR9pyrA

 

Texto: Fabiola Ost
Fotos: Cleiton Izidoro