Sexta-feira,27 Janeiro 2023
Posto Smile 550×100
Prefeitura
Aguas  de  Sorriso Cão
Camara
Início Geral Profissionais da Rede Municipal de Saúde de Sorriso recebem capacitação sobre Coronavírus

Profissionais da Rede Municipal de Saúde de Sorriso recebem capacitação sobre Coronavírus

0

Os profissionais receberam as instruções contidas no Plano Nacional de Contingência do Novo Coronavírus, que está alinhado ao Ministério da Saúde.

A Secretaria Municipal de Saúde realizou, na última sexta-feira (21), uma capacitação para profissionais da rede de saúde a respeito do Coronavírus (COVID -19). A palestra que foi realizada na sala de reuniões da secretaria de saúde, faz parte do cronograma prevenção e  orientações a respeito do protocolo de notificação para a investigação  de casos suspeitos do vírus. Os envolvidos receberam as instruções contidas no Plano Nacional de Contingência do  Coronavírus, que é preconizado pelo Ministério da Saúde.

“Precisamos estar preparados, pois se houver alguma suspeita nossa equipe sabe o que fazer e como agir. Temos a necessidade de replicar o conhecimento e seguir procedimentos padronizados, com base nas orientações do Ministério da Saúde. Todas as equipes das Unidades de Saúde da Família foram capacitadas, receberam informações sobre diagnóstico, protocolos de atendimentos, fluxo e acompanhamento do paciente suspeito. Estão preparados se caso surgir alguma suspeita, ” explicou a organizadora Cátia  Freitas Luciano.

O Brasil teve nesta terça-feira (25), o primeiro teste positivo de Coronavírus (COVID -19), confirmado pelo Ministério da Saúde em transmissão nacional ao vivo. Trata-se, segundo o Ministério da Saúde, de um homem de 61 anos, residente em São Paulo, com histórico de viagem para a Itália. Em todo o Brasil, já foram descartados 54 casos suspeitos, Mato Grosso não tem nenhum caso suspeito.

A infecção humana pelo Coronavírus foi declarada pela Organização Mundial de Saúde (OMS) e Ministério da Saúde (MS) como uma emergência de saúde pública devido a sua mortalidade e transmissibilidade pessoa a pessoa. A transmissão e tratamento, as pesquisas recentes apontam que o período de transmissibilidade é de sete dias e o tempo de sobrevivência na superfície ainda é desconhecido.

DA ASSESSORIA/Adriano Carneiro/Fotos: internet