Posto Smile 550×100
PREFEITURA  DE  SORRISO
Início Geral Profissionais da Rede Municipal de Saúde de Sorriso recebem capacitação sobre Coronavírus

Profissionais da Rede Municipal de Saúde de Sorriso recebem capacitação sobre Coronavírus

0

Os profissionais receberam as instruções contidas no Plano Nacional de Contingência do Novo Coronavírus, que está alinhado ao Ministério da Saúde.

A Secretaria Municipal de Saúde realizou, na última sexta-feira (21), uma capacitação para profissionais da rede de saúde a respeito do Coronavírus (COVID -19). A palestra que foi realizada na sala de reuniões da secretaria de saúde, faz parte do cronograma prevenção e  orientações a respeito do protocolo de notificação para a investigação  de casos suspeitos do vírus. Os envolvidos receberam as instruções contidas no Plano Nacional de Contingência do  Coronavírus, que é preconizado pelo Ministério da Saúde.

“Precisamos estar preparados, pois se houver alguma suspeita nossa equipe sabe o que fazer e como agir. Temos a necessidade de replicar o conhecimento e seguir procedimentos padronizados, com base nas orientações do Ministério da Saúde. Todas as equipes das Unidades de Saúde da Família foram capacitadas, receberam informações sobre diagnóstico, protocolos de atendimentos, fluxo e acompanhamento do paciente suspeito. Estão preparados se caso surgir alguma suspeita, ” explicou a organizadora Cátia  Freitas Luciano.

O Brasil teve nesta terça-feira (25), o primeiro teste positivo de Coronavírus (COVID -19), confirmado pelo Ministério da Saúde em transmissão nacional ao vivo. Trata-se, segundo o Ministério da Saúde, de um homem de 61 anos, residente em São Paulo, com histórico de viagem para a Itália. Em todo o Brasil, já foram descartados 54 casos suspeitos, Mato Grosso não tem nenhum caso suspeito.

A infecção humana pelo Coronavírus foi declarada pela Organização Mundial de Saúde (OMS) e Ministério da Saúde (MS) como uma emergência de saúde pública devido a sua mortalidade e transmissibilidade pessoa a pessoa. A transmissão e tratamento, as pesquisas recentes apontam que o período de transmissibilidade é de sete dias e o tempo de sobrevivência na superfície ainda é desconhecido.

DA ASSESSORIA/Adriano Carneiro/Fotos: internet