Início Cidades Mato Grosso Pela primeira vez, em 1 ano e 7 meses, MT não registra...

Pela primeira vez, em 1 ano e 7 meses, MT não registra morte por Covid

0

Pela primeira vez, desde o dia 3 de abril de 2020, quando foi confirmada a primeira vítima fatal da Covid-19 em Mato Grosso, o Estado contabiliza 24 horas sem registrar qualquer morte em decorrência da doença causada pelo novo coronavírus. É o que aponta o boletim epidemiológico divulgado na tarde deste sábado (6) pela Secretaria Estadual de Saúde (SES). O documento traz 13.947 óbitos acumulados num período de um ano e 7 meses. Esse número é o mesmo divulgado no boletim do dia anterior. 

“Até às 14h30 deste sábado, a SES não foi notificada pelos municípios de óbitos ocorridos nas últimas 24 horas”, informa a Secretaria Estadual de Saúde. Essa queda nos óbitos é um reflexo do avanço da imunização que continua avançando em todo o Estado.

Conforme o secretário estadual de Saúde, Gilberto Figueiredo, este cenário é resultado do avanço da vacinação no Estado, onde cerca de 94% da população vacinável já recebeu a primeira dose do imunizante contra a Covid-19.

“Mais de 90% da população vacinável já recebeu uma dose da vacina em Mato Grosso e 56% já recebeu a segunda dose. É evidente que isso aponta para a redução do número de óbitos e internações pela Covid-19. A vacinação, a ciência se mostra efetiva e nos dá esperança de dias cada vez melhores”, afirmou o secretário.

A primeira morte por Covid-19 em Mato Grosso foi confirmada na madrugada do dia 3 de abril do ano passado. A vítima foi Luiz Nunes, de 54 anos, que era morador de Lucas do Rio Verde (354 km de Cuiabá). De lá para cá, os registros de óbitos passaram a aumentar dia após dia e só começaram a cair com o avanço da imunização ao longo deste ano.

Quanto aos novos registros de pessoas infectadas pelo coronavírus, o Estado contabilizou 153 casos nas últimas 24 horas. No acumulado, desde março do ano passado, quando foi declarada a situação de pandemia pela Organização Mundial de Saúde (OMS), já são 548.435 casos confirmados de Covid-19 em Mato Grosso. 

Desse total, segundo a SES-MT, 1.208 pessoas estão em isolamento domiciliar enquanto outras 532.737 já estão recuperadas da doença.

Entre casos confirmados, suspeitos e descartados para a Covid-19, há 66 internações em UTIs públicas e 32 em enfermarias públicas. Isto é, a taxa de ocupação está em 35,68% para UTIs adulto e em 5% para enfermarias adulto.

Dentre os dez municípios com maior número de casos de Covid-19 estão: Cuiabá (113.764), Várzea Grande (40.986), Rondonópolis (38.411), Sinop (26.486), Sorriso (18.474), Tangará da Serra (17.836), Lucas do Rio Verde (15.734), Primavera do Leste (14.807), Cáceres (11.968) e Alta Floresta (11.020).

A lista detalhada com todas as cidades que já registraram casos da Covid-19 em Mato Grosso pode ser acessada por meio do Painel Interativo da Covid-19, disponível neste link.

O documento ainda aponta que um total de 402.742 amostras já foram avaliadas pelo Laboratório Central do Estado (Lacen-MT) e que, atualmente, não restam amostras em análise laboratorial.

Por sua vez, o secretário-adjunto de Atenção e Vigilância à Saúde, Juliano Melo, observa que o avanço da vacinação, aliado às medidas de biossegurança e aos investimentos na Saúde, contribuem para um cenário com controle epidemiológico mais efetivo.

“A vacinação influenciou neste cenário e tudo indica que estamos em fase de desaceleração do ciclo atual epidêmico. É preciso cautela por parte da população, pois ciclos infecciosos são naturais para o vírus e suas mutações. É imprescindível que a imunização esteja aliada às demais medidas de prevenção”, pontou Melo.

Folha Max