Início Geral Para conter riscos de contágio pela Covid-19, Semec altera metodologia de entrega...

Para conter riscos de contágio pela Covid-19, Semec altera metodologia de entrega do material de aulas remotas

0
Compartilhar

Na tentativa de diminuir os riscos de contágio do coronavírus, a Secretaria de Educação e Cultura (Semec) alterou a metodologia de entrega e recebimento dos materiais das aulas remotas: desde ontem (29), essa metodologia passou a ser quinzenal. Assim o material entregue nesta semana -29 de junho a 3 de julho – deverá retornar às unidades a partir de 13 de julho; na próxima semana – 6 de julho  a 10 de julho, não haverá entrega. A medida é uma forma de conter a curva crescente de infectados pela Covid-19 no município. Vale lembrar que a pessoa que for retirar o material deve usar máscara e reforçar ações como lavar as mãos com água e sabão assim que chegar em casa, além do uso do álcool 70⁰.

Segundo a secretária de Educação e Cultura, Lúcia Drechsler, mesmo com as atividades quinzenais é muito importante que os estudantes mantenham o foco nas atividades. “Todas as unidades montaram grupos no whatsapp e os pais e responsáveis podem e devem ficar conectados a esses grupos para as mediações diárias dos professores para a realização e orientação das informações escolares”, diz. “Os professores também estão à disposição pelo aplicativo para esclarecer dúvidas”, lembra a secretária.

Desde que iniciou as atividades remotas a Semec vem monitorando como está sendo a retirada e entrega dos materiais por parte dos pais e responsáveis nas unidades escolares. Isso porque desde o dia 1⁰ de junho as atividades disponíveis por meio do “Ensina Mais Sorriso” e entregues nas escolas contam como atividades letivas.

Conforme Lúcia, a maioria dos pais tem comparecido às unidades escolares para a retirada do material. Em uma pesquisa realizada entre os dias 29 de abril a 6 de junho com 2.550 pais ou responsáveis  – o que equivale a 14,68% do total da rede municipal; dois mil pais responderam que já vinham acessando o “Ensina Mais Sorriso” e realizando as atividades online com os filhos antes mesmo de serem validadas como aulas remotas. Do total geral, 907 pais consideraram as atividades como ótimas; 1.122 como boas e 521 como satisfatórias, fechando os 2.550 entrevistados.

Lúcia destaca que todo o material está sendo elaborado por uma equipe multidisciplinar e pensado de acordo com as necessidades de cada série. A secretária pontua ainda que mesmo com a maioria retirando o material na escola, ainda há algumas famílias que não estão  participando. “Lembramos que é essencial a retirada e entrega do material com as atividades completas; pois do contrário o aluno pode levar falta”, explica.

E há recomendação especial para famílias que estejam de quarentena com sintomas de Covid-19 ou com alguém acometido pela doença; nesse caso é preciso comunicar a unidade escolar e pedir para outra pessoa retirar o material ou realizar a retirada após o período de quarentena.

“Além do material impresso os pais ou responsáveis também podem acessar o Ensina Mais Sorriso pelo site da Prefeitura, o www.sorriso.mt.gov.br em que há uma grande oferta de atividades complementares para quem quiser ir exercitando além; também há um projeto especial com contação de histórias, inclusive em libras”, frisa a secretária destacando que o conteúdo é rico, pode e deve ser explorado pelos responsáveis e estudantes.

De acordo com o programa, estão sendo entregues livros do Programa Nacional do Livro e do Material Didático (PNDL), para os alunos do 1.º ao 4.º ano; os livros do Sistema Aprende Brasil, para os alunos do 5.º ao 9.º ano. Para os pequenos, os professores seguem com as atividades lúdicas e orientativas, como brincadeiras, jogos, músicas e outras propostas que estimulam o desenvolvimento de acordo com a faixa etária.

A secretária destaca que 90% das escolas municipais do país estão realizando atividades remotas com o uso de material impresso; conteúdo digital e vídeo aulas gravadas. “Foi uma opção no país todo para frear a pandemia. Tudo ainda é muito novo e todos estão buscando adaptações; mas com certeza vamos sair disso mais fortalecidos e unidos”, finaliza.

DA ASSESSORIA