Início Cidades Sorriso Operação Checagem intensifica fiscalização em canteiros de obras de Sorriso

Operação Checagem intensifica fiscalização em canteiros de obras de Sorriso

0

Ação preventiva está inserida na lista de 37 recomendações do Plano de Ação Integrada para reduzir os riscos de crimes trágicos em Sorriso.

As forças de Segurança de Sorriso deflagram nesta sexta-feira (15) a primeira fase da Operação Checagem que consiste na verificação da existência de mandados de prisões em desfavor de trabalhadores contratados pela construção civil. Integram a operação a Polícia Militar, a Polícia Judiciária Civil e a Guarda Civil Municipal.

Nesta etapa, as vistorias foram direcionadas em canteiros de obras dos bairros Recanto do Bosque, Novo Horizonte e Monte Líbano. A fiscalização desses, entre outros espaços com grande circulação de trabalhadores, está inserida na lista de 37 recomendações do Plano de Ação Integrada para reduzir os riscos de crimes trágicos em Sorriso. O documento foi apresentado no início deste mês pela Câmara Temática de Segurança, órgão formado por representantes da Câmara Municipal de Vereadores; Promotoria de Justiça; Defensoria Pública; 17ª subseção da OAB; Secretaria de Segurança Pública, Trânsito e Defesa Civil; Secretaria de Assistência Social; Comandante do 12º Batalhão da Polícia Militar; Polícia Judiciária Civil; 10ª Companhia Independente do Corpo de Bombeiros Militar; 6ª Delegacia da Polícia Rodoviária Federal; Polícia Penal; Escola Militar Tiradentes; Conselho Comunitário de Segurança Pública – Conseg e da Associação Comercial e Empresarial de Sorriso (Aces).

Segundo o comandante do 12º Batalhão da Polícia Militar e responsável pela operação, tenente-coronel Jorge Almeida, as abordagens transcorreram sem nenhum incidente e contaram com a colaboração dos profissionais do ramo.

“O setor da construção civil é formado por homens e mulheres de boa índole, que reconhecem a importância das ações preventivas e, por esse motivo, aprovam o trabalho das forças de segurança. Esperamos que continue assim nos demais locais com grande rotatividade de trabalhadores”, descreve.

Ainda de acordo com o oficial, concomitantemente a operação, a polícia Judiciária Civil prendeu um homem com mandado de prisão em aberto.

“Polícia na rua é sinônimo de paz e de segurança. Cientes disso, vamos intensificar nossas ações a fim de alcançarmos o desejo comum”, emenda Jorge Almeida.

Sobre a Câmara Temática de Segurança

Instituída em 30 de novembro, a Câmara Temática de Segurança é uma resposta dos poderes constituídos e da sociedade civil organizada ao crime bárbaro que vitimou Cleci Calvi Cardoso, de 46 anos, e suas filhas Milane Calvi Cardoso, 19, Manuela Calvi Cardoso, 12, e Melissa Gabriela Cardoso, 10.

As quatro foram mortas depois de terem surpreendido um criminoso que invadiu a casa em que a família residia, no bairro Florais da Mata, durante a madruga.

O autor confesso do crime, era um pedreiro que trabalhava e morava em uma obra que ficava ao lado da casa da família.

DA ASSESSORIA