Início Cidades Mato Grosso Ninguém fica pra trás: Governo Federal intensifica ações de combate à Covid-19...

Ninguém fica pra trás: Governo Federal intensifica ações de combate à Covid-19 voltadas ao povo Xavante no Mato Grosso

0

O Governo Federal segue com as medidas de enfrentamento do coronavírus junto os povos indígenas. Entre elas, está a entrega de alimentos a indígenas em situação de vulnerabilidade social, o que contribui com o isolamento social das comunidades, e o monitoramento do atendimento de saúde. As ações estão sendo realizadas e monitoradas pela Fundação Nacional do Índio (Funai/Ministério da Justiça) e a Secretaria Especial de Saúde Indígena (Sesai/Ministério da Saúde).

Em ações voltadas especialmente ao povo Xavante do estado de Mato Grosso, a Funai já distribuiu 9.634 cestas básicas, adquiridas por meio de recursos emergenciais, doações e provenientes do Termo de Execução Descentralizada (TED) firmado com o Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH). Também foram distribuídos 1.956 mil kits de higiene e limpeza, 430 unidades de álcool em gel, 1.250 kg de sabão e 11.500 máscaras de tecido, beneficiando mais de 300 aldeias.

Por meio da Coordenação Regional (CR) Xavante, localizada em Barra do Garças, a fundação promove também ações de prevenção junto às comunidades, visando à conscientização para que os indígenas permaneçam nas aldeias e evitem aglomerações ou festividades. Além disso, foram criadas cinco barreiras sanitárias na região, a fim de acompanhar o fluxo de pessoas na entrada das aldeias e impedir o ingresso de não indígenas.

Nova etapa

Teve início, nesta segunda-feira (27), uma nova etapa da Operação Covid-19 junto ao povo Xavante. As ações no Distrito Sanitário Especial Indígena (DSEI) Xavante acontecem até 16 de agosto. São mais de quatro toneladas de materiais, insumos e testes e 23 profissionais que irão reforçar o DSEI.

Além disso, uma equipe do Hospital Libanês Albert Einstein (SP) se encaminharam para o DSEI Alto Rio Negro (AM), para iniciar testes de implantação de Telemedicina para ampliar o atendimento de saúde aos indígenas.

Com informações da Funai e Ministério da Defesa

Fonte: Gov.br