Início Cidades Mato Grosso MT: Rios serão monitorados por Estação Hidrometeorológica

MT: Rios serão monitorados por Estação Hidrometeorológica

0
Compartilhar

O planejamento e o gerenciamento dos recursos hídricos na região de Sinop (a 500km de Cuiabá) ganharam uma importante aliada. A Estação Hidrometeorológica do Rio Preto, inaugurada na última sexta-feira (04), vai transmitir via rádio para um sistema online, a cada 10 minutos, informações sobre o nível da água, turbidez, temperatura, PH e oxigênio dos rios Preto, Rosana, Caiabi, Nandico, Celeste e Lira, além de alguns córregos na região de Sorriso. De acordo com os pesquisadores envolvidos no projeto, mensalmente uma equipe descerá o rio para calibrar os sensores e garantir maior confiabilidade dos dados.

A cerimônia de inauguração foi realizada no auditório das Promotorias de Justiça de Sinop, promovida pela 3ª Promotoria de Justiça Cível em parceria com o Comitê da Bacia Hidrográfica dos Afluentes da Margem Direita do Alto Teles Pires. Com a Estação Hidrometeorológica, será possível identificar a quantidade de água que pode ser utilizada para captação e diluição de efluentes. Além disso, os estudos fornecerão subsídios para o enfrentamento de uma eventual crise hídrica.

O Ministério Público do Estado de Mato Grosso destinou, por meio de Termos de Ajustamento de Conduta, cerca de R$ 300 mil para viabilização do projeto. Segundo o promotor de Justiça Pompílio Paulo Azevedo Silva Neto, a iniciativa é de importância incomensurável e o envolvimento de toda a sociedade é imprescindível. A expectativa é que esse projeto se estenda e que novas estações sejam construídas. O promotor de justiça argumenta ainda que o mapeamento das informações refletirá em embasamento científico para a concessão de outorgas por parte do poder público.

“Inicialmente teremos o monitoramento do Rio Preto e de pequenos afluentes da margem direita do Rio Teles Pires. Saberemos a quantidade de água que temos durante o ano, faremos um histórico, saberemos a quantidade de água que entra, que sai, a quantidade de chuva, variação entre período seco e chuvoso, a qualidade dessa água, como podemos utilizá-la, se podemos utilizá-la. Afinal, a água é um bem público e essa estação de monitoramento é importante para que tenhamos uma exploração consciente desse recurso”, afirmou Pompílio Neto.

As informações obtidas vão subsidiar a adoção de políticas para o abastecimento público e para o desenvolvimento urbano. Para a presidente do Comitê de Bacia Hidrográfica dos Afluentes da Margem Direita do Alto Teles Pires e secretária municipal de Meio Ambiente, Ivete Mallmann Franke, os recursos hídricos são fundamentais para o desenvolvimento da cidade de Sinop. “Temos uma taxa de crescimento exponencial e a preocupação com os recursos hídricos é fundamental para garantirmos um desenvolvimento sustentável. Então o monitoramento nos traz a possibilidade de coletar informações e dados técnicos que servirão de base para a tomada de decisões, bem como para o desenvolvimento de pesquisas e planos de ação”, explicou.

O analista de Meio Ambiente e engenheiro sanitarista da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema), Eliel Alves Ferreira defende que a estação será de grande importância para “saber de fato quanto há de água disponível e qual a qualidade dessa água”, contribuindo para o trabalho da Sema na concessão de outorgas como liberação para a captação de água e diluição de efluentes. Já a coordenadora adjunta do Fórum Nacional de Comitês de Bacias Hidrográficas, Leonice Lotufo, enfatizou que política de recursos hídricos inclui não só o poder público, como também exige o envolvimento da sociedade civil na tomada de decisão. A prefeita Rosana Martinelli inclusive defendeu a gestão compartilhada e os ganhos para o meio ambiente das parcerias firmadas.

Durante a cerimônia de inauguração da Estação Hidrometeorológica do Rio Preto foi exibido um vídeo explicando a importância dos Comitês e das Promotorias de Justiça de Bacias Hidrográficas. Assista aqui.

DA ASSESSORIA MPMT