Início Cidades Mato Grosso Fiscalização do TCE aponta existência de todos os leitos de UTIs habilitados...

Fiscalização do TCE aponta existência de todos os leitos de UTIs habilitados pelo Estado

0
Compartilhar
Governo finaliza adequação na Santa Casa para casos de coronavírus, com secretário Gilberto Figueiredo - Foto por: Christiano Antonucci

O Hospital Estadual Santa Casa conta com 50 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), exclusivos para pacientes em tratamento da Covid-19 e no Hospital Metropolitano há 40 leitos. A constatação foi apontada após vistoria do Tribunal de Contas do Estado (TCE).

Conforme o Boletim Informativo da Secretaria de Saúde de quarta-feira (25.06), 26 pacientes estão internados na Santa Casa, o que significa taxa de ocupação de 65%. Já na ala pediátrica, apenas um leito é ocupado.

Em relação aos leitos de enfermaria, o hospital estadual conta com 78 unidades, sendo que 24 estão ocupadas (56,9%). A ampliação dos leitos de UTI e clínicos na Santa Casa para atender aos pacientes da Covid-19 foi finalizada em abril.

Já no Hospital Metropolitano, 38 leitos de UTIs estão ocupados, o que representa uma taxa de 95%.

Na enfermaria, a unidade está readequando 60 leitos para que possam ser transformados em 30 de UTI. O objetivo é reforçar a quantidade de leitos de UTI no Estado.

Já os leitos clínicos, atualmente, somam 113, com 25 pacientes internados. Dessa forma, a taxa de ocupação é de 56,2%. As informações foram repassadas ao TCE.

A Secretaria de Estado de Saúde reforçou a contratação de profissionais para a unidade. Há procura por equipes de enfermeiros, técnicos de enfermagem, fisioterapeutas, maqueiros, fisioterapeutas e psicólogos.

Hospital Regional de Sorriso

O TCE pediu explicações a respeito dos seis leitos de UTI desabilitados pelo Ministério da Saúde, no Hospital Regional de Sorriso. Os leitos, no entanto, já haviam sido remanejados pelo Estado para o Hospital Regional de Sinop, que é a referência da região para os casos de coronavírus.

A unidade conta com 24 leitos de enfermaria, sendo apenas cinco ocupados (45%), e dois de UTI, que estão com pacientes da covid-19 (100%).

 

Secom-MT