Início Geral Escola Flor do Amanhã em Sorriso passará por reforma e ampliação

Escola Flor do Amanhã em Sorriso passará por reforma e ampliação

0
A intervenção vai resultar em mais 300 novas vagas escolares na Zona Leste

Assim como vem fazendo em várias unidades educacionais, a Prefeitura de Sorriso segue expandindo o número de vagas escolares no município por meio da reforma e ampliação de prédios já existentes. A Escola Municipal Flor do Amanhã, fundada em 1991, localizada na região dos bairros Industrial II e Boa Esperança, na Zona Leste do município, é a próxima unidade a passar por este processo. A unidade atende 330 alunos, com turmas do Pré II ao 4.º ano.

Com o investimento de quase R$ 890 mil, a Flor do Amanhã ganhará cinco salas de aula construídas em alvenaria, com forro em laje, o que confere maior conforto térmico, segurança e durabilidade da obra; novos banheiros, acessibilidade e instalações de prevenção e combate a incêndios. Com as novas estruturas, a escola poderá atender mais 300 alunos.

A equipe do Programa revitalização também vai atuar na unidade, garantindo uma escola renovada para toda a comunidade escolar. O lançamento da obra ocorreu hoje (28), na própria unidade, como parte da celebração pelos 34 anos de emancipação político-administrativa de Sorriso. Participaram da cerimônia o prefeito de Sorriso, Ari Lafin; a secretária de Assistência Social e primeira-dama do município, Jucélia Ferro; o vice-prefeito, Gerson Bicego; os secretários municipais Lucia Drechsler (Educação e Cultura); Júnior Brandão (Esporte e Lazer) e Toninho Mazzei (Governo), entre outros servidores do Executivo Municipal, bem como da unidade escolar. O vereador Wanderley Paulo representou a Câmara de Vereadores.

“Hoje vemos com muita alegria a ampliação de mais cinco salas de aula nesta unidade e isso é muito importante para as famílias que moram aqui na região, que teve um crescimento demográfico muito grande”, declarou o edil, enumerando também os investimentos feitos pela Administração Municipal em outras unidades escolares. “Se formos somar tudo, é o equivalente a seis novas escolas”, argumentou em seu discurso.

A empresa licitada para conduzir os trabalhos é a Construtora Thais Salton Gnoato e o prazo para conclusão é de oito meses. Vale lembrar que, por conta da pandemia do novo coronavírus, as aulas estão suspensas em Sorriso e os eventos alusivos aos 34 anos de emancipação político-administrativa seguem com público reduzido, composto somente pelas autoridades, servidores e lideranças diretamente ligadas aos empreendimentos.

Para a secretária de Educação e Cutura do município, Lúcia Drechsler, oferecer ambientes agradáveis para alunos e servidores é muito importante para o processo de ensino-aprendizagem. “É todo um conjunto que se leva em conta no processo, como a formação dos professores, a bagagem cultural que cada criança traz consigo, a alimentação equilibrada, e tenho certeza, um ambiente escolar confortável em muito contribui para o melhor desempenho de todos”, revela.

Para o prefeito de Sorriso, Ari Lafin, o trabalho de reforço na estrutura das unidades já existentes é uma forma de ampliar, com economicidade, o número de vagas escolares no município. “Aproveitamos toda uma estrutura já existente, tanto física quanto de profissionais, garantindo que mais alunos possam ser atendidos nestas unidades, garantindo assim o acesso à educação perto da casa das crianças, o que significa mais conforto e segurança para as famílias sorrisenses”, reforça.

DA ASSESSORA