Início Cidades Sorriso Em audiência com o governador, Sorriso discute abertura de Clínica de Tratamento...

Em audiência com o governador, Sorriso discute abertura de Clínica de Tratamento Renal

0

Sorriso andou mais um passo no caminho para a abertura da Clínica de Tratamento Renal. A informação é do prefeito Ari Lafin que esteve ontem, 26 de fevereiro, em audiência com o governador Mauro Mendes. Conforme Ari, o Município apresentou o planejamento orçamentário para custear seis meses de operação, tempo mínimo para que o Ministério da Saúde assuma a gestão da Clínica. De acordo com o relatório, o espaço abrirá ao público já atendendo 44 pacientes com necessidade mensal de aplicação de R$ 300 mil.

“Apresentamos esses dados para o governador e ele sinalizou de forma positiva; nos informou que irá buscar informações com a Secretaria de Saúde de Estado para verificar a questão orçamentária”, frisa Ari. O prefeito lembra que a hemodiálise é um serviço de alto custo, de responsabilidade estadual e federal.

De acordo com o secretário de Saúde do Município, Luís Fábio Marchioro, hoje 20 pacientes de Sorriso necessitam deslocar-se até Sinop para a realização do tratamento. Além dos sorrisenses, com a operação da Clínica em Sorriso devem ser atendidos nove pacientes de Nova Mutum; 11 de Lucas do Rio Verde. Os outros quatro pacientes são dos municípios de Ipiranga do Norte, Itanhangá, Nova Ubiratã e Tapurah. “Inicialmente começaríamos atendendo esses 44 pacientes, mas sabemos que assim que entrar em funcionamento esse número tende a aumentar, pois a demanda pela a terapia renal substitutiva, a hemodiálise, vem em um crescente”, destaca Luís Fábio.

Para o secretário de Administração, Estevam Calvo, que coordenou o processo licitatório em que o Instituto Nefrológico Ltda foi vencedor do certame, por ser um serviço de alta complexidade, não seria de responsabilidade direta do Município. “No entanto, sabemos da necessidade de nossos pacientes, entendemos o quão sofrido é este processo e, diante disso o Município vem trabalhando há bastante tempo para a abertura da Clínica”, pontua.

Além da comitiva sorrissense, o prefeito de Guarantã do Norte, Érico Stevan; a secretária de Saúde, Letícia Camargo e o presidente do Legislativo, Valcimar Fuzinato acompanharam a reunião com o governador. “Guarantã apresentou a mesma demanda da necessidade de hemodiálise ao governo do Estado”, explica Ari. Ainda, os deputados estaduais Diego Guimarães e Dilmar Dal’Bosco e o secretário-chefe da Casa Civil, Fábio Garcia, também estiveram presentes. “Agradecemos também o apoio do nosso vereador Leandro Damiani que há muito vem se empenhando na pauta da hemodiálise”, reforça o prefeito.

Vale lembrar que recentemente, no início de fevereiro, no dia 05, foi licitada a concessão dos serviços de terapia renal substitutiva. Única empresa a participar da concorrência, o Instituto Nefrológico Ltda. ofertou o lance de R$ 19.500,00 mensais – o lance mínimo era de R$ 19.040,00; e deve operar a Clínica de Tratamento Renal pelos próximos 20 anos.

Estradas de Boa Esperança

Ainda no encontro com o governador, o prefeito de Sorriso e o subprefeito do atual Distrito e futuro município de Boa Esperança, Calebe Frâncio, apresentaram um panorama das estradas do Distrito. “Pedimos apoio do governo do Estado para a recuperação das vias vicinais do Distrito, além de discutir a necessidade de pavimentação das principais estradas de escoamento”, explica Ari.

DA ASSESSORIA