Início Cidades Mato Grosso Dos 26 hospitais públicos em MT, apenas 9 têm taxa de ocupação...

Dos 26 hospitais públicos em MT, apenas 9 têm taxa de ocupação de UTI para pacientes com Covid-19 abaixo de 90%

0

Em Mato Grosso, somente 9 dos 26 hospitais públicos apresentam taxa de ocupação de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTIs) para pacientes com Covid-19 abaixo de 90%, conforme informações da Secretaria Estadual de Saúde (SES) divulgadas nesta segunda-feira (21). Na média, a taxa de ocupação é de 85,71% no estado.

São eles Hospital e Maternidade Santa Rita (65%), Hospital e Pronto-Socorro de Cuiabá (79,75%), Hospital e Pronto-Socorro de Várzea Grande (50%), Hospital e Pronto-Socorro Milton Pessoa Morbeck, em Barra do Garças (85,71%), Hospital Municipal Coração de Jesus, em Campo Verde (80%), Hospital Municipal São Benedito de Cuiabá (69,09%), Hospital Regional de Rondonópolis (86,67%), Hospital Regional de Peixoto de Azevedo (86,21%) e Hospital Universitário Júlio Müller, em Cuiabá (87,50%).

Nos demais, a taxa de ocupação das UTIs varia entre 90% e 100%.

Conforme a SES, em Mato Grosso, 605 pessoas estão internadas e 79 leitos estão disponíveis.

A SES notificou, até a tarde desta segunda-feira, 440.582 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, sendo registrados 11.711 óbitos em decorrência do coronavírus no estado.

Foram notificadas 1.479 novos casos e 47 mortes nas últimas 24 horas. Dos 440.582 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, 12.028 estão em isolamento domiciliar e 415.135 estão recuperados.

Entre casos confirmados, suspeitos e descartados para a Covid-19, há 474 internações em UTIs públicas e 373 em enfermarias públicas. Isto é, a taxa de ocupação está em 85,71% para UTIs adulto e em 42% para enfermarias adulto.

Dentre os dez municípios com maior número de casos de Covid-19 estão: Cuiabá (91.340), Rondonópolis (31.915), Várzea Grande (29.701), Sinop (21.324), Sorriso (15.294), Tangará da Serra (15.137), Lucas do Rio Verde (13.557), Primavera do Leste (11.246), Cáceres (9.519) e Alta Floresta (8.402).

Um total de 354.401 amostras já foram avaliadas pelo Laboratório Central do Estado (Lacen-MT) e que, atualmente, restam 83 amostras em análise laboratorial.

G1MT