Início Cidades Sorriso Sorriso: Prefeitura e Energisa discutem oscilações de energia no Município

Sorriso: Prefeitura e Energisa discutem oscilações de energia no Município

0

As oscilações de energia do DIC Industrial e Comercial Leonel Bedin, bem como de todo o perímetro urbano de  Sorriso, foram a pauta de uma conversa entre o prefeito Ari Lafin, vereadores, representantes da Concessionária Energisa e empresários do Leonel Bedin. Conforme Ari, a conversa foi essencial para que os empresários tenham uma noção mais especifica do que está acontecendo, pois nos últimos dias, o Industrial chegou a ficar 48 horas sem energia elétrica. “Entendemos que é necessário reestruturar o atendimento da demanda do DIC Leonel Bedin que aumentou muito desde a criação. Aliás, como um todo a demanda de Sorriso vem aumentando já que registramos um crescimento de 10 a 12% anual”, pontua o prefeito.

O supervisor de equipes polo Energisa Sorriso, Lexei da Silva Calçada, explicou que a Concessionária não tem a relação real do consumo de energia de cada estabelecimento do Industrial. “Precisamos que os proprietários entrem em contato com a Energisa nos passando qual a carga de cada empresa para que possamos fazer um planejamento; isso pode ser feito por telefone ou pelo próprio site da empresa”, disse.

Lexei esclareceu ainda que a carga é destinada sempre levando em consideração o planejamento de consumo apresentado pelos loteadores, quer seja um bairro residencial ou industrial. “No caso do Leonel Bedin pedimos aos empresários que atualizem os dados para que possamos atualizar os nossos dados também”, pontuou. Segundo o supervisor, a concessionária está realizando investimentos no Município, tanto na estação da Área Central quanto do Rota do Sol. No Rota, a ampliação deve ser concluída em novembro.

O supervisor destacou ainda, em relação às oscilações de energia sofridas na última sexta-feira (24), que as equipes de Sorriso estão atuando em três frentes de manutenção, pois a chuva da quinta-feira (23) causou danos no Distrito de Boa Esperança e nos municípios vizinhos de Nova Ubiratã e Feliz Natal. Entre os três lugares (Boa Esperança, Nova Ubiratã e Feliz Natal) 50 postes foram danificados. Além disso, um caminhão também colidiu contra um poste causando danos à toda a rede.

Ari destacou que o Município não pode “desacelerar” devido à falta de energia elétrica. “Somos a terra do agronegócio, mas também estamos avançando muito na prestação e serviços e na industrialização, precisamos do apoio da Energisa para continuar crescendo”, finalizou.

Claudia LazarottoFotos: Reginaldo de Souza