Início Cidades Sorriso Sorriso: Prefeitura deve iniciar preparação de áreas para servirem como helipontos

Sorriso: Prefeitura deve iniciar preparação de áreas para servirem como helipontos

0

Vários pontos foram mapeados para esta finalidade

Mais mobilidade e agilidade, seja em ações de segurança, resgate ou outros deslocamentos em que a palavra “rapidez” seja indispensável no contexto. Com esse foco, o vice-prefeito de Sorriso, Gerson Bicego, reuniu-se, na manhã desta terça-feira (22 de novembro), com o gerente do Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer) de Sorriso, tenente-coronel PM Ênio Teixeira; e com o delegado PJC Fábio Becardi, que também integra a corporação.

Gerson e os integrantes do Ciopaer deram andamento a uma pauta que já vinha sendo abordada pela Administração Municipal: a disponibilização de helipontos pela cidade. A partir de agora,  áreas públicas vão ser preparadas para poderem receber helicópteros, especialmente os das forças de segurança e salvamento. Para tanto, é preciso que haja uma área livre de, no mínimo, 20m x 20m, perfazendo aí um total de 400 m².

Precisa de alguma infraestrutura específica? Não. De acordo com representantes do Ciopaer, é imprescindível que estas áreas sejam livres, sem árvores, postes, fios ou qualquer vegetação ou edificação que possa impedir o pouso do helicóptero.

E quais os locais credenciados a serem pontos de “pousa helicóptero”, “decola helicóptero” em Sorriso? Vamos lá: o Centro de Eventos Ari José Riedi; o Parque Municipal Adelino Valdameri (o Lago do Rota do Sol); a área de lazer com lago que está sendo feita no bairro Vila Bela; o Residencial Mário Raiter; e algumas rotatórias, na Avenida Brasil e na Avenida dos Imigrantes. Outros locais que precisam contar com esta estrutura para que o Município seja efetivamente apto a circulação de helicópteros, são os dois pontos de pedágio em dispostos na MT-242, um da Apasi, sentido Ipiranga do Norte, e outro na 242 também, sentido Nova Ubiratã.

“Precisamos ainda dispor de estruturas assim nos distritos de Primavera, Boa Esperança e, claro, no Hospital Regional”, destaca Gerson, acrescentando ainda que bairros como Santa Maria, o Mário Raiter, o Jardim dos Ipês também devem contar com áreas adequadas para servir como helipontos.

Além de mostrar como preparar estas áreas, os representantes da Ciopaer também destacaram a importância de manter, sempre que for viável, vagas de estacionamento para viaturas e também ambulância nas proximidades dos helipontos.

“Com nossas equipes próprias, e em áreas que são de gestão direta da Prefeitura, já vamos dar início à adequação dos espaços”, destaca o vice, reforçando que em outros pontos, como nos pedágios e no Hospital Regional, vai ser iniciado o diálogo com os representantes destas instituições para a disponibilização dos espaços. “Hoje Sorriso já conta com helicópteros do Ciopaer, da Polícia Rodoviária Federal (PRF), e um de propriedade particular”, complementa o gestor.

DA ASSESSORIA