Início Cidades Sorriso Sorriso: Investigado por estupro tentado contra sobrinha, homem é preso pela Polícia...

Sorriso: Investigado por estupro tentado contra sobrinha, homem é preso pela Polícia Civil

0

Um homem de 41 anos foi preso pela Polícia Civil, em Sorriso, pelo crime de estupro tentado cometido contra uma menina de 12 anos, sobrinha dele. O mandado de prisão preventiva foi cumprido na manhã desta sexta-feira (11.11) pela equipe da Delegacia do município.

A investigação conduzida pelo Núcleo de Atendimento à Criança, Adolescente, Idoso e Mulher, da Delegacia de Sorriso, apurou que o investigado aliciou verbalmente a vítima e também relembrou vídeos pornográficos que já havia mostrado à menina. A conversa foi mantida durante o momento em que a vítima estava no veículo do investigado. 

Em 2019, ele já havia cometido abuso sexual contra a mesma vítima, foi denunciado pela família mas não foi preso.

A mãe da vítima procurou a Polícia Civil, no mês de setembro deste ano, depois que a filha lhe mostrou um áudio que gravou com o tio a assediando sexualmente. A vítima gravou a conversa para que os adultos pudessem acreditar nela.

Após a menina contar o que ocorreu, o investigado ficou sabendo e entrou em contato com a mãe da vítima e disse que ia transferir R$ 4 mil para que não ela não procurasse a polícia.

As informações apuradas, depoimentos e a análise do áudio gravado subsidiaram a representação pela prisão preventiva do investigado, que foi deferida pela 2ª Vara Criminal de Sorriso.

Todos os elementos apurados são característicos de crime de estupro tentado, porque no áudio ele ficava pedindo pra pegar na mão dela, para ela “sentar aqui”, relembrando vídeos pornográficos que já mostrou à vítima”, explica a delegada Jéssica Assis, acrescentando que o autor do crime é investigado por estupro tentado, violência psicológica e corrupção de testemunha.

Áudios

Trechos da gravação que a vítima fez mostram o investigado questionando a sobrinha se ela gostava dele, se já havia namorado, se gostava de beijar e se ela ‘se arrependeu do que fez daquela vez’, se referindo ao vídeo de sexo que mostrou à garota.

“Você gosta de mim? Tem medo de mim?”, ao que a vítima responde que sim, que sente medo.

Em outro trecho ele pergunta: Quer sentar aqui? Senta aqui! Dá a mão pra o tio. Senta aqui, vamos ser amigo”. A menina diz: “Não. Aqui tá bom, quero ir pra casa”.

Outro trecho ele diz: “Passa pra o banco aqui. Dá a mão pra o tio”, insiste ele.

Depois, ele continua a conversa, insistindo: “Você já namora? Tem quantos anos?”, a menina responde que tem 12 anos. Ele continua: “Tem vontade de namorar?”, ao que ela responde que não.

Quando se refere ao vídeo de sexo, o investigado diz: “Você se arrependeu do que fez daquela vez? Você não lembra? Você já viu vídeo de sexo?”, pergunta e a menina responde que não e ele insiste dizendo que sim, pois viu o vídeo com ela.

Em seguida, ele diz: “Quando você crescer, você fica comigo? Tem vontade de beijar na boca?”

“Você tem vontade de fazer o que com o namorado?”. O investigado pergunta novamente se ela quer fazer sexo e que mostrou o vídeo para ‘ensinar as coisas da vida’ para a vítima.

Ao saber que a menina havia contado sobre a abordagem criminosa, o suspeito mandou diversos áudios à mãe da vítima chorando e dizendo que tinha sido abusado quando era criança, pedindo perdão e que acabou sendo fraco e que o ‘diabo sempre vencia’.

PJC