Início Cidades Sorriso Sorriso: Em três bairros haverá disputa para escolha de presidentes de associações

Sorriso: Em três bairros haverá disputa para escolha de presidentes de associações

0

Dos 19 bairros sorrisenses que cadastraram chapas para coordenar as associações de moradores, somente em três haverá disputa para a escolha do presidente da associação e demais representantes comunitários: Mário Raiter, Nova Aliança e Rota do Sol.

Nesta segunda-feira (21 de novembro), às 19 horas, a Casa dos Conselhos reunirá as chapas para discutir todas as normas do pleito eleitoral, marcado para  o dia 27 de novembro, das 8h ao meio dia, em locais também designados pelas próprias Associações. . Nas demais associações, somente uma chapa se inscreveu e, por isso, estas chapas foram automaticamente eleitas por aclamação para o período de 2023 a 2024.

No Residencial Mário Raiter, concorrem ao pleito as chapas “Avante Mário Raiter – chapa 1”, sob a tutela de Evaldo Batista de Faria; “A União para com todos – chapa 2”,encabeçada por Antônio da Silva Sousa; e  “Todos por Mário Raiter – chapa 3”, liderada por Rafael Marcos da Cruz.

No Nova Aliança, a disputa será entre as chapas  “Unidos pelos Bairros Nova Aliança I e II – chapa 1”, sob a liderança de Airton Sales Silva;  “Aliança para Todos – chapa 2”, conduzida  por Marizia Batista de Oliveira;  e “Unidos Pelo Bairro – chapa 3”, capitaneada por Caliton Araujo de Oliveira.

No Rota do Sol, a disputa será polarizada entre duas chapas inscritas sob o mesmo nome “Unidos pelo Rota”: uma delas, a chapa 1, é liderada por Paulo Sérgio Pereira da Silva. A outra, a chapa 2, é capitaneada por  Vilson Roque Mutinelli .

Os líderes comunitários, tanto os já aclamados vencedores, quanto os que serão escolhidos pelo voto popular, terão o mandato para o biênio 2023/2024.

DA ASSESSORIA

“Ser presidente de bairro é uma função não remunerada e um préstimo à sociedade que envolve engajamento e doação”, comenta a secretária executiva da Casa dos Conselhos Karol Vasconcelos. 

Para o coordenador da Casa dos Conselhos, Celso Marcon, a organização dos líderes de bairros em associações é fundamental. “Sem dúvida, um bairro com uma associação organizada, formalizada e atuante garante uma maior mobilização, tanto entre moradores, quanto com os poderes públicos constituídos, além de contribuir de forma mais intensa e direta com a Administração Municipal na sugestão de melhorias, solução de problemas e na formalização de políticas públicas de interesse dos munícipes”.