Início Geral SICREDI – Comunidade conhece projetos apresentados na 5ª Mostra do Programa a...

SICREDI – Comunidade conhece projetos apresentados na 5ª Mostra do Programa a União Faz a Vida

0

Em Sorriso, os trabalhos envolveram mais de mil alunos e cerca de 50 professores da rede pública de ensino

O Programa a União Faz a Vida, desenvolvido pelo Sicredi, motivou e inspirou os projetos desenvolvidos por cerca de 1,2 mil crianças e adolescentes neste ano, em Sorriso. A comunidade escolar pôde prestigiar nas duas últimas sextas-feiras, dias 11 e 18 de outubro, a apresentação dos trabalhos desenvolvidos por alunos das Escolas Municipais Rui Barbosa e Valter Leite Pereira.

No total, os alunos desenvolveram 45 projetos com temas variados, ligados a economia, agricultura, sustentabilidade, comportamento, história, cultura, segurança, entre outros. A Maiza da Silva e o João Victor Gomes do Amaral, do 4º ano C, da Escola Municipal Valter Leite Pereira, apresentaram com orgulho tudo o que aprenderam por meio do programa. “Nosso projeto foi sobre as formigas, mas aprendemos muito sobre todos os insetos. Foi muito legal fazer o trabalho e depois explicar tudo o que foi feito para os visitantes. Tivemos a participação de um estudante de biologia, que nos explicou como funciona o mundo das formigas. Nós nos divertimos e aprendemos muito” contaram os colegas Maiza e João.
E esse entusiasmo não é só dentro da sala de aula. A mãe da Danieli, que estuda no 1º ano C, a Domingas da Silva Conceição, afirma que a filha apresentou melhoras no comportamento também dentro de casa. “Ela está mais organizada, está mais comportada, menos agressiva. A Danieli tem 7 anos e tem dificuldades na fala e audição. Ela ainda não sabe ler, mas depois do projeto, percebemos que ela está se esforçando mais, está tendo mais vontade e curiosidade em saber o que dizem os livros, o que trazem as histórias. O Programa A União Faz a Vida ajuda a desenvolver as crianças em vários sentidos. Como mãe, é muito gratificante ver essa evolução dela”.

A mãe do pequeno Victor dos Santos Freitas, aluno da Escola Municipal Valter Leite Pereira, a Leidiane de Souza dos Santos, levou a família toda para a instituição acompanhar a 5ª Mostra do Programa. “Depois que o Victor começou a desenvolver esse projeto com a turma, ele volta para casa todo animado, conta e nos mostra todas as novidades que aprendeu na escola. A cada dia ele vai pegando mais gosto pelo estudo, e é muito bom ver ele tão pequenininho, já motivado e incentivado a estudar”, destaca a mãe Leidiane.

A professora e uma das coordenadoras na Escola Municipal Valter Leite Pereira, Simone Macieski Nicolak, acompanha o desenvolvimento do projeto do Sicredi desde o primeiro ano na instituição. Para ela, é muito gratificante ver como os alunos apresentam os trabalhos com propriedade sobre os temas. “Eles aprendem de verdade, porque toda a busca por conhecimento parte deles. A metodologia do Programa faz eles aprenderem com ânimo, com prazer. Percebemos que de um ano para o outro, as crianças se tornam mais críticas, elas argumentam mais. Turmas que eram apáticas se tornam mais sensíveis e críticas após passarem pelo programa. Na metodologia do União Faz Vida, a professora propõe uma expedição investigativa, depois os alunos sugerem os temas que são escolhidos por uma votação em sala de aula, exercendo a democracia. Os alunos explicam o que cada um já sabe do tema escolhido, decidem o que eles querem saber, convidam profissionais da área, e assim eles vão aprendendo. Por isso, na hora de apresentar, eles falam o conteúdo com muita segurança”.

A educadora infantil que cuida de crianças especiais, Eliane Câmara Lopes Maria, afirma que os professores também aprendem muito com o programa. “A gente evolui com os alunos, porque ensinamos e aprendemos juntos. Nós tínhamos uma forma diferente de ensinar, e hoje, com esse Programa, nós mudamos a metodologia e estamos muito felizes com os resultados. As crianças especiais apresentam dificuldades na aprendizagem, mas no decorrer do projeto, conseguimos desenvolver lindos trabalhos, até mesmo, com maior riqueza em detalhes do que outras turmas”.

A Secretária Municipal de Educação de Sorriso, Lúcia Korbes Drechsler, ressalta que a metodologia utilizada no Programa do Sicredi consegue encantar as crianças e professores. “Através de uma roda de conversa, a curiosidade das crianças é despertada. E sem que elas percebam, elas estão aprendendo. E o melhor, o aprendizado vai além do conteúdo e conceitos, os alunos aprende tanto a escrever, quanto a ler. É uma forma lúdica, gostosa de ensinar. O Programa deixa o professor realizado, porque o profissional percebe que o olho da criança brilha e a aprendizagem supera as expectativas”.

Para o Diretor Executivo da Sicredi Celeiro do Mato Grosso, Marcio Luiz de Abreu, o Programa tem cumprido o seu papel, que é de formar cidadãos mais conscientes e cooperativos. “Dentro do Programa, os próprios alunos exercem uma forma de democracia no momento da definição do tema do projeto a ser desenvolvido. Isso gera, entre as crianças, um movimento de desenvolvimento da cidadania, da cooperação. Com essa metodologia, os alunos saem daquele aprendizado exclusivamente teórico, pois através do trabalho, eles buscam mais informações, vão até a comunidade, buscam auxilio de profissionais através de palestras, visitas, apresentações. Tudo isso contribui para os alunos fazerem um paralelo no entendimento da teoria com a prática do mundo real”.

DA ASSESSORIA – SICREDO CELEIRO DO MT