PREFEITURA  DE  SORRISO
Posto Smile 550×100
Início Geral Representantes de Primavera solicitam área para edificação de Capela Mortuária no distrito

Representantes de Primavera solicitam área para edificação de Capela Mortuária no distrito

0

Ofertar um ambiente confortável às famílias no momento do luto. A representante da sub-prefeitura do Distrito de Primavera, Rosilene Reginato, e a moradora Marlei Catarina Santin Garcia, reuniram-se, na manhã de hoje (12), com o prefeito de Sorriso, Ari Lafin, para falar sobre a necessidade de se construir uma capela mortuária no local. Também participaram da reunião a primeira-dama e secretária de Assistência Social, Jucélia Ferro; o secretário da Cidade, Ednilson Lima de Oliveira; e o secretário de Governo, Marlon Zanella.

“Muitas vezes, é preciso utilizar o mesmo espaço que abriga as festas da comunidade, o que traz ainda mais desconforto para as famílias que já estão sofrendo pela perda do ente querido”, destaca Marlei, acrescentando ainda que a comunidade já está se organizando para edificar a capela, cabendo ao Município fazer a cessão, com aval da Câmara de Vereadores, de uma área pública (equipamento comunitário) para o prédio, que será utilizado em benefício da comunidade local.

“É uma solicitação muito justa e faremos tudo o que estiver ao nosso alcance para darmos o rápido andamento a esta demanda, tão necessária para o conforto das famílias nestes momentos de tristeza”, destaca Ari, relembrando que no ano passado a Prefeitura efetuou a entrega da nova estrutura da Capela Mortuária Municipal Lourdes Acco Vosniak, que fica ao lado do Hospital Regional.

Para esta obra, acrescentou o gestor, também focada no bem-estar da população nestes momentos tão sensíveis, o Município contou com a parceria do Ministério Público, que repassou recursos de um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) oriundo de multa aplicada a uma instituição bancária por descumprimento de direitos dos usuários

No caso de Primavera, explica o secretário de Governo, Marlon Zanella, deve ser seguido o exemplo do que foi feito no Distrito de Boa Esperança, em que a Prefeitura cedeu o terreno e a comunidade construiu a capela. De acordo com Marlei, a comunidade já conta com o projeto da capela, que, basicamente contará com banheiros, copa, área para descanso dos familiares, e sala para velório. “O projeto já foi elaborado de acordo com as necessidades do distrito e pensando no bem-estar das famílias”, reforçou.