Início Cidades Mato Grosso Reduções chegam a 15% em homicídios e 66% em latrocínios no período...

Reduções chegam a 15% em homicídios e 66% em latrocínios no período de isolamento

0

Dando continuidade ao acompanhamento dos índices criminais durante o período de isolamento social por conta do coronavírus (Covid-19), a Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT) concluiu mais um levantamento que aponta redução nos principais crimes em Mato Grosso. Entre os dias 10 de março e 31 de maio de 2020, o homicídio doloso apresentou queda de 15,3% nos registros (166 contra 196 casos no mesmo período de 2019) e o latrocínio (roubo seguido de morte) passou de 15 para 5 casos este ano (-66,7%).

Os dados, compilados pela Superintendência do Observatório de Violência da Sesp-MT, apontam ainda reduções de 37% nos casos de roubos e furtos. Foram 1.955 registros de roubo este ano e 3.101 no ano passado. Já os furtos, foram 6.851 em 2020 e 10.878 em 2019. O crime de lesão corporal também apesentou redução (-26,2%), com 3.371 ocorrências registradas este ano e 4.568 no ano passado.

A Superintendência também fez o comparativo do crime de tráfico/uso de drogas no estado. Do dia 10 de março a 31 de maio de 2020, foram identificados 1.418 casos, enquanto no mesmo período de 2019 foram 1.883, representando queda de 24,7% no número de registros.

Segundo o secretário adjunto de Integração Operacional da Sesp-MT, coronel PM Victor Fortes, a redução de circulação de pessoas nas ruas, estabelecimentos comerciais e outros ambientes noturnos é um fator que contribuiu para estas reduções. “Somado a isso, destacamos o trabalho das instituições de segurança pública, pois mesmo a parte operacional manteve o ritmo de trabalho, não houve redução de servidores nas ruas”.

Ele ressalta ainda que as ações policiais continuaram a ser realizadas, inclusive dando apoio a operações de dispersão das pessoas que insistem em iniciar aglomerações. “O trabalho das forças de segurança, intensificado desde o ano passado, continua sendo feito, inclusive com realização de operações integradas no interior do estado”, acrescenta o secretário adjunto.

Os dados são analisados periodicamente em todo o estado. De acordo com ele, isso é fundamental para identificar e dar atenção especial àqueles locais que fogem do padrão, para atuar pontualmente, caso seja necessário.

Nara Assis | Sesp/MT