Início Cidades Mato Grosso Prefeitura renova convênio com a APAE de Sorriso

Prefeitura renova convênio com a APAE de Sorriso

0

Foi assinado na manhã de ontem (10), no gabinete do prefeito de Sorriso, Ari Lafin, o termo de colaboração entre a Prefeitura e a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE) para a destinação de recursos para a manutenção da unidade.  

Ao todo, a Administração Municipal vai repassar R$ 2,121 milhões, sendo que deste valor R$ 256 mil são oriundos da devolução de recursos financeiros pela Câmara de Vereadores.

De acordo com a presidente da instituição, Maria Inês Lazaris Ferlin, com os recursos, a instituição vai manter o atendimento realizado aos portadores de necessidades especiais (PNEs). “Firmados hoje a parceria entre a APAE e a Administração Municipal. Esses recursos serão destinados à folha de pagamento e encargos dos funcionários da unidade”, explica. “Além dos recursos recebidos pela Prefeitura, a APAE também se mantém graças às diversas parcerias que mantemos com entidades públicas e privadas”, complementa.

Atualmente, a APAE conta com 198 alunos matriculados e 48 profissionais. “Como tivemos um aumento significativo de alunos para 2022 necessitamos fazer novas contratações para este ano e aumentar o quadro de colaboradores. Estamos buscando também parceria com o Município para que possamos alocar um novo espaço, pois nossa demanda é crescente e precisamos de um local maior para que nossos alunos tenham sempre atendimento de qualidade”, diz a diretora da unidade, Giovana Bottega.  

O prefeito Ari Lafin destaca a importância da unidade para o município. “É um trabalho de excelência, feito com muito amor e dedicação, que já integra a história da educação e da inclusão em Sorriso. Agradecemos à Câmara de Vereadores pela destinação do recurso e aprovação do repasse”.

“Nossa APAE desenvolve um trabalho primordial em prol da educação especial e por isso, nos empenhamos em contribuir de todas as maneiras possíveis para que a equipe continue promovendo este trabalho tão louvável”, conclui a secretária de Educação e Cultura, Lúcia Drechsler.

Texto: Fabiola OstFotos: Reginaldo Souza