PREFEITURA  DE  SORRISO
Posto Smile 550×100
Camara
Início Cidades Sorriso Prefeitura de Sorriso reforça a campanha pelo fim da violência contra as...

Prefeitura de Sorriso reforça a campanha pelo fim da violência contra as mulheres

0

A Administração Municipal de Sorriso está engajada na campanha mundial pelo Fim da Violência Contra as Mulheres. Neste ano, a Prefeitura apóia as atividades online realizadas pelo Instituto Federal de Mato Grosso – IFMT, que terão como objetivo a mobilização da sociedade na prevenção e na eliminação de todas as formas de violência contra as mulheres.

Na programação da campanha “21 dias de ativismo pelo fim da violência contra as mulheres”, para amanhã (25) está prevista uma “live” com o tema “Gênero e Sexualidade enquanto direito fundamental”, que será ministrada pela Dra. Kamila Michiko, vice-presidente da Comissão da Diversidade Sexual da OAB-MT, instituição que também é parceira nas atividades. A palestra terá início às 19h, pelo canal do IFMT no YouTube. (https://youtu.be/WG3BtU5Zgac)

Além da campanha, vale ressaltar que a Prefeitura oferta, durante todo o ano, por meio de uma rede de apoio, o suporte necessário para que as mulheres que passaram por uma situação de violência tenham o acolhimento necessário.

Os casos de violência contra a mulher podem ser denunciados, de maneira sigilosa, pelo 180, mobilizando, desta maneira, a rede de apoio da Secretaria Municipal de Assistência Social, que vai desde o atendimento pelo Centro de Referência Especializado em Assistência Social (CREAS), até o acolhimento na Casa Abrigo da Mulher.

No CREAS, uma equipe psicossocial atende as mulheres, realizando a escuta qualificada, dando orientações e, caso seja necessário, o encaminhamento para a rede de proteção à mulher, para o serviço de psicoterapia voltada exclusivamente a este público. Por meio da Assistência Social as mulheres podem participar de grupos de acolhida e são acompanhadas, juntamente com sua família, fortalecendo a função protetiva e de reconstrução dos vínculos familiares.

A mulher que estiver sendo vítima de agressões também pode, e deve, pedir socorro pelo 190, para que seja imediatamente atendida pela Polícia Militar. Já na delegacia de Polícia Civil está instalado o Núcleo da Mulher, inaugurado em 2018 e voltado para o atendimento de vítimas de violência doméstica ou sexual, além também de desempenhar um trabalho específico junto a crianças e idosos.

Texto: Bianca Arruda