Início Cidades Sorriso Habitação, infraestrutura e reforma administrativa pautaram reunião entre Executivo e Legislativo de...

Habitação, infraestrutura e reforma administrativa pautaram reunião entre Executivo e Legislativo de Sorriso

0

Intenção é dar continuidade aos diálogos para implementar mudanças necessárias ao crescimento sustentável de Sorriso

Sala de reuniões movimentada, mapa aberto no centro da mesa. Opiniões, considerações, dúvidas, ponderações. O prefeito Ari Lafin; o vice, Gerson Bicego; secretários municipais, vereadores, e servidores técnicos dialogaram, na manhã desta quinta-feira (20) sobre habitação, infraestrutura e reforma administrativa.

Participaram da reunião os vereadores Acácio Ambrosini, Celso Kozak, Diogo Kriguer, Zé da Pantanal, Marlon Zanella, Rodrigo Machado e os secretários Estevam Calvo (Administração),  Hilton Polesello (Governo), Milton Geller (Obras e Serviços Públicos), a servidora do Departamento de Habitação, Idamara Cruz, e o economista Ednilson Oliveira.

Habitação

A pauta que abriu a reunião entre Executivo e Legislativo foi a viabilização do Programa Casa Verde e Amarela, do Governo Federal, via MT PAR. No fechar de junho, em agenda em Sorriso, o governador Mauro Mendes anunciou, junto ao prefeito Ari Lafin, o compromisso de destinar mil apartamentos com valores subsidiados para Sorriso.

Ao Município, cabe a doação dos terrenos e da infraestrutura básica necessária para a edificação. De acordo com o governador, o Estado arcará com R$ 15 mil para cada um dos apartamentos, reduzindo assim o valor da entrada de cada financiamento. A estimativa, de acordo com Ari, é que as parcelas fiquem entre R$ 450 e R$ mil.

A partir de agora, para efetivar a ação, Prefeitura e Câmara devem ampliar o debate, chamar novos interlocutores, como o Ministério Público, para dar sequência aos trâmites, imprimindo assim mais transparência aos processos de definição das áreas, critérios de financiamento, entre outras prerrogativas. “Uma audiência pública, para podermos discutir isso bem perto da população, seria ideal”, sugeriu Ari aos vereadores.

Universalização do LED no Município

O prefeito partilhou com os edis a chegada de luminárias de LED via programa estadual MT Iluminado. Com o aporte estadual, as mais de 18 mil lâmpadas que estão sendo enviadas a Sorriso devem garantir LED em todos os pontos de iluminação pública de Sorriso até 2023. 

As luminárias enviadas pela esfera estadual reforçam o programa Sorriso Iluminado que já vinha, desde 2020, garantindo a iluminação de LED no Município. Do lote, 3,5 mil unidades vão também ser utilizadas na manutenção da iluminação pública da travessia urbana da BR-163, que já nasceu em LED.

“Já temos 8.500 pontos com LED na nossa iluminação pública, tudo feito com recursos municipais”, destacou o prefeito, ilustrando que volume corresponde a cerca de 50% de todo o parque de iluminação, incluindo ruas, avenidas, praças e demais áreas públicas tanto da sede quanto dos distritos.

Reforma Administrativa

Uma cidade que cresce à média de 20% ao ano. Para garantir infraestrutura e manter o atendimento tanto dos sorrisenses que estão aqui desde sempre, desde ontem e aos que estão chegando agorinha, o prefeito destacou a necessidade de dinamizar processos. Para tanto, é indispensável promover uma reforma administrativa e, principalmente, um concurso público.

Entre as demandas, o desmembramento da Agricultura Familiar da Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente (Sama); e da Cultura da Secretaria de Educação e Cultura (Semec). “Hoje conversei sobre isso com representantes destes setores e precisamos maturar estes temas, costurar juntos estes processos porque é inegável que, com a criação destas novas pastas podemos potencializar o atendimento ao cidadão”, destacou o gestor.

A proposta recebida por representantes do setor cultural do Município sugere a criação da Secretaria de Cultura, Turismo e Juventude. Com isso, o Turismo deixa de estar alocado junto à Secretaria de Desenvolvimento Econômico.

O secretário de Administração do Município, Estevam Calvo, pontuou que o planejamento prevê o menor impacto possível, com a manutenção das equipes nas mesmas estruturas já utilizadas, mas sim, reforçando o quadro funcional para poder ampliar os serviços. “Nosso foco é ampliar os serviços para seguir cuidando bem das pessoas”.

Se é mera mudança de nomes? Não. E quem detalhou isso foi o próprio prefeito, tomando como exemplo a cultura. Atualmente, segundo ele, mais de 2 mil crianças e adolescentes participam das ações promovidas pelo Departamento de Cultura, seja com aulas de dança, teatro, música, artes, entre outras.

A expectativa é que 5 mil pequenos sorrisenses possam participar das oficinas culturais nos próximos dois anos. “É garantia de atividade sadia e produtiva no contraturno escolar”, destacou o prefeito, lembrando que, assim como as ações esportivas, estas atividades contribuem para a formação integral dos cidadãos, criam laços positivos, integram e principalmente, evitam que os jovens possam ter contato com as drogas.

DA ASSESSORIA