Início Geral Entidades de Sorriso pedem mais participação e menos ativistas de sofá

Entidades de Sorriso pedem mais participação e menos ativistas de sofá

0

Nesta quinta-feira (17/05), a partir das 18h30, começa mais uma edição do Programa Consciência Cidadã, criado pelo Tribunal de Contas de Mato Grosso com o objetivo de mobilizar a sociedade para exercer o controle social. A programação será realizada no Centro de Eventos Ari José Riedi, na Avenida Blumenau, s/n, Bairro Rota do Sol, Sorriso. Não há necessidade de inscrição prévia, a entrada é gratuita e toda a população do município e região está previamente convidada.

O Consciência Cidadã tem por mérito ser um espaço de diálogo entre a sociedade e o Tribunal de Contas, em que os cidadãos têm oportunidade de conhecer as ferramentas disponíveis para acessar informações úteis ao acompanhamento das Políticas Públicas de sua cidade, seu Estado e até seu país. É também uma oportunidade para os cidadãos conhecerem um pouco mais sobre o trabalho realizado pela Corte de Contas.

Ao ser convidado para os debates que ocorrerão no Consciência Cidadã, o juiz de Direito de Sorriso, Jacob Sauer, elogiou a iniciativa do TCE de Mato Grosso de fomentar o amadurecimento social para o surgimento de um novo comportamento da população. “A gente ainda vê muita gente reclamando, são os ativistas de sofá, mas poucos participam de audiências públicas, de associações de bairro, para cobrar serviços públicos de qualidade”, disse.

Na Casa dos Conselhos, criada pelo município para amparar todas as associações de bairro e os mais de 10 conselhos de Políticas Públicas existentes em Sorriso, a coordenadora do Programa Consciência Cidadã, Cassyra Vuolo, se reuniu com os membros do Conselho Municipal de Desenvolvimento Econômico e Social (Condess) para convidá-los a participar do evento do TCE. O vice-presidente da OAB no município, Fernando Mascarello, informou que existe sintonia entre os advogados e vários conselhos municipais. “Participamos bastante e achamos muito importante um evento que nos dará mais ferramentas para fazermos o controle social”, observou.

O presidente do Clube dos Dirigentes Lojistas (CDL), Nilson Molonha Alencar, concorda que o Programa Consciência Cidadã do TCE-MT pode despertar a sociedade local quanto a necessidade de participar mais e fiscalizar, “porque ainda pouca gente é atuante em conselhos. O que mais se faz é ir reclamar para a imprensa, fazer barulho apenas”, opinou. Para convidar a população de Sorriso, as equipes da Secretaria de Articulação Institucional do TCE visitaram até agora mais de 30 entidades, conselhos municipais, órgãos públicos municipais e estaduais.

Antes do início dos debates, o vice-presidente do TCE-MT e supervisor do programa, conselheiro interino Luiz Henrique Lima, fará palestra sobre Controle, Corrupção e Cidadania. A secretária de Articulação Institucional e Desenvolvimento da Cidadania, Cassyra Vuolo, responsável pelo programa, também fará uma exposição sobre controle social e cidadania. Na sequência, o debate contará com a presença do procurador do Ministério Público de Contas (MPC), Willian de Almeida Brito; do juiz da comarca, Jacob Sauer; do defensor público, Marco Aurélio Saquetti; e um representante do Ministério Público Estadual.
Segundo Cassyra Vuolo, o Tribunal de Contas irá apresentar aos participantes os indicadores do município, nas áreas de Educação, Saúde e Gestão Fiscal, a fim de municiar os cidadãos e os debatedores da real situação das Políticas Públicas de Sorriso. “É importante que a população saiba que o TCE fiscaliza todos esses setores e crie a rotina de buscar informações junto ao Tribunal”, reforçou.

DA ASSESSORIA

Deixe um Comentário

Please enter your comment!
Please enter your name here