Sexta-feira,27 Janeiro 2023
Camara
Aguas  de  Sorriso Cão
Posto Smile 550×100
Prefeitura
Início Cidades Sorriso Empresas já podem solicitar linha de crédito emergencial

Empresas já podem solicitar linha de crédito emergencial

0

Para ajudar os empresários a minimizar os prejuízos causados pela limitação de horários de funcionamento de estabelecimentos comerciais, o Governado do Estado anunciou a liberação de R$ 55 milhões em créditos, principalmente para as micro e pequenas empresas. Por meio do Programa Mais MT, os empréstimos serão feitos pela Agência de Fomento Desenvolve MT.

Os créditos são direcionados para três linhas: A primeira, no valor de R$ 15 milhões, é voltada para bares, restaurantes e eventos. Cada empresa pode empresar até R$ 50 mil, com taxa de juros de 6% ao ano, 0,5% ao mês, com possibilidade de redução de juros se antecipar as parcelas. O prazo será de 42 meses para o pagamento, com seis meses de carência.

A segunda linha de crédito é para o microempreendedor individual, com empréstimos de até R$ 10 mil, com prazo de até 24 meses, sendo até 6 meses de carência e juro zero para pagamento em dia. Ao todo, serão liberados R$ 15 milhões.

A terceira linha, de R$ 25 milhões, é para empréstimos de até R$ 700 mil a micro e pequenas empresas. Se for apenas para capital de giro, a empresa poderá emprestar R$ 50 mil.

Para ter acesso aos créditos, os empreendedores poderão solicitar o financiamento utilizando o novo “Portal de Crédito”, na página do Desenvolve MT.

Para os empreendedores de Sorriso que quiserem solicitar financiamento, a Secretaria de Desenvolvimento Econômico está disponibilizando pontos de apoio no Ganha Tempo, Centro de Eventos, Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) e nos distritos de Primavera e Boa Esperança do Norte. “O governo está oferecendo essas linhas de crédito como forma de contribuir com as pequenas empresas neste momento tão difícil. Estamos disponibilizando pontos de apoio para auxiliar os empreendedores que tiverem dificuldade em solicitar o financiamento em sua empresa”, explica o secretário da pasta, Cláudio Oliveira.

O Governo anunciou ainda medidas tributárias temporárias para o setor de bares, restaurantes e eventos, como parcelamento de dívidas de ICMS por 60 meses; postergação de IPVA e licenciamento, com pagamento a partir de julho; e prorrogação do recolhimento de ICMS, com pagamento a partir de junho, em seis parcelas, sem juros.

Texto: Fabiola Ost com Secom-MT
Fotos: Internet