Início Cidades Mato Grosso Dal Molin defende integração com a União para reduzir índices de criminalidade...

Dal Molin defende integração com a União para reduzir índices de criminalidade no campo

0

“Não podemos admitir que àquela família que trabalhou exaustivamente ao
longo do dia, seja privada de uma merecida e segura noite de descanso”. A
afirmação foi feita pelo deputado estadual Xuxu Dal Molin (PSC), nesta terça-
feira (23), em Sinop, durante a abertura da terceira etapa da Jornada Nacional
de Segurança Pública e Defesa Social.
 
Idealizado pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP), com apoio
da Prefeitura de Sinop, o evento reuniu integrantes das forças de segurança de
várias regiões do país para troca de experiências e informações que auxiliem
no combate à crimes praticados em áreas rurais.
 
Para o deputado, que também coordena a Frente Parlamentar da Agropecuária
da Assembleia Legislativa de Mato Grosso, é preciso investir em capital
humano, além de garantir condições mínimas para que agentes de segurança
pública atuem de forma mais efetiva e com abrangência em todas as regiões
do estado.
 
“Não estamos aqui apenas para cobrar. Muito pelo contrário, queremos reforçar
nosso comprometimento com a segurança pública. O setor produtivo sempre
estendeu a mão para o poder público, mas é preciso que essa relação seja
recíproca”, avalia.
 
Ao se dirigir às autoridades políticas que participavam do evento, Dal Molin reiterou a necessidade de os municípios e estados se integrarem, ainda mais
às ações desenvolvidas pela União.
 
Em outro momento, o parlamentar relembrou os seguidos escândalos de
corrupção o que, segundo ele, contribuiu para aumentar a sensação de
impunidade no país.
 
“Há muitos anos eu venho reiterando que o pior inimigo de uma nação é a
impunidade (…). Estamos a praticamente 3 anos sem nenhum caso de
corrupção em âmbito federal ou estadual e, é assim mesmo que deve ser. Não
podemos esquecer que a corrupção alimenta a insegurança no campo e na
cidade, além de ‘roubar’ a esperança do povo brasileiro”, disse.
 
Presidente do Sindicato Rural de Sinop, Ilson José Redivo, destacou a
contribuição do setor produtivo para a economia brasileira. Segundo ele,
somente em 2020, o estado produziu cerca de 37,4 milhões de toneladas de
grãos.
 
“O agronegócio de Mato Grosso é decisivo para o PIB do Brasil. Geramos
empregos, renda e somos a mola propulsora para o desenvolvimento do país”,
disse Redivo ao cobrar mais atenção ao setor.
 

Em resposta, o secretário de Estado de Segurança Pública (Sesp), Alexandre
Bustamante dos Santos, anunciou a destinação de 50 novas viaturas para a
Patrulha Rural da Polícia Militar.
 
O gestor afirmou, ainda, que a pasta investiu na compra de armamento,
fardamento, drones, comunicação digital com rádios criptografados, entre
outros equipamentos tecnológicos para garantir a expansão do serviço.
“Reforçamos o patrulhamento na área urbana, mas sem esquecer do homem
do campo. Até o segundo semestre de 2022, a Sesp estará cobrindo 100% das
propriedades rurais do estado”, assinala.
 
Já o secretário Nacional de Segurança Pública (Senasp), coronel PM Carlos
Renato Paim, reafirmou o compromisso do governo federal em manter os
investimentos para o aprimoramento das ações relacionadas a segurança
pública.
 
“Que tenhamos a capacidade de ter um diálogo franco, objetivo e transparente
para que as boas práticas apresentadas, a respeito da segurança no campo,
sejam aprimoradas e levadas para todas as regiões do Brasil. Além disso, que
possamos propor novas estratégias para aprimorar o trabalho das instituições
de segurança pública no campo e na cidade”, disse.


 
Jornada
A Jornada Nacional de Segurança Pública e Defesa Social, é uma iniciativa
inédita do MJSP, que começou em setembro e será realizada em sete etapas,
até março de 2022, com a discussão de temas como Encontro Nacional de
Gestores de Estatísticas de Segurança Pública; Município, Segurança Pública
e Criminalidade; Segurança nas Fronteiras – Integração e Apoio Mútuo; e
Violência Doméstica e Contra a Mulher. A ação tem papel fundamental na
discussão de novos caminhos e perspectivas para a segurança pública do país.

FONTE: Michel Ferreira de Souza
FOTOS: Walisson Soares dos Santos