Início Cidades Sorriso Cooperativismo e voluntariado: juntos no mesmo propósito

Cooperativismo e voluntariado: juntos no mesmo propósito

0

*João Spenthof 

Com princípios que beneficiam os cooperados, o negócio e a sociedade, o cooperativismo é um modelo “de vida” que agrega cada vez mais pessoas. Dizemos “de vida” porque passou a inspirar diferentes instituições e empresas que reviram seus modelos e melhoraram a atuação para promover o bem-estar coletivo, com o desenvolvimento das pessoas e das comunidades, objetivos praticados pelo cooperativismo há pelo menos uma centena de anos no Brasil.  

Dividido em sete ramos (crédito, consumo, agropecuário, infraestrutura, saúde, trabalho, produção de bens e serviços, e transporte), o cooperativismo está presente tem todos os setores da economia e gera empregos, renda e prosperidade para as pessoas. Une desenvolvimento econômico e social, produtividade e sustentabilidade, o individual e o coletivo.  

Segundo dados da Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB) são quase 19 milhões de pessoas associadas a algum negócio cooperativista no País, unidas para transformar o mundo em um lugar mais justo, feliz, equilibrado e com melhores oportunidades para todos. Em todo o mundo são mais de 2,6 milhões de cooperativas, presentes em 100 países, que congregam mais de 1 bilhão de pessoas. Para se ter uma ideia da força do cooperativismo, se as 300 maiores cooperativas do mundo fossem um país, seriam a 9ª economia do planeta. 

Por conta da força e do poder de mobilização do cooperativismo foi criado o Dia Internacional do Cooperativismo, comemorado no 1º sábado de julho, para promover e incentivar ações de voluntariado. A data foi instituída pelo Congresso da Aliança Cooperativa Internacional (ACI) há exatos 100 anos. 

Com o lema “Cooperativas pelo Desenvolvimento Sustentável”, a data deste ano convida os cooperados de todo o mundo a divulgarem ações e atividades desenvolvidas pelo cooperativismo para a construção de uma economia verde. E neste quesito podemos dizer que o Sicredi é referência. Nossa governança envolve o desenvolvimento sustentável nas áreas econômica, social e ambiental e recentemente vimos essa evolução materializada em números. 

Dados divulgados pelo Sistema Nacional de Crédito Cooperativo (SNCC) mostram crescimento de 13% no número de agências cooperativas em 2022 em relação a 2021, com mais de 9 mil agências espalhadas por todo o Brasil, em cidades desassistidas por bancos tradicionais. O contingente de associados às cooperativas financeiras chega perto de 17 milhões, crescimento de 90% em 6 anos, atraídos pelos benefícios da inclusão financeira, taxas mais justas, educação financeira sustentável e a participação nos resultados e poder de decisão sobre a gestão da cooperativa por meio de voto. 

Na área social o Sicredi desenvolve vários programas como A União Faz a Vida e Cooperativas Escolares, que beneficiam estudantes e educadores. O programa Cooperação na Ponta do Lápis auxilia pessoas na construção de hábitos financeiros sustentáveis, e o Programa Crescer proporciona experiências para que as pessoas conheçam mais sobre a instituição. 

Na área ambiental, ligada mais diretamente ao lema do Dia Internacional do Cooperativismo deste ano, as iniciativas do Sicredi são inúmeras. Destacamos aqui as principais como a adesão ao Pacto Global da ONU, em 2020, por desenvolvermos programas aderentes aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODSs). Anualmente fazemos o inventário das nossas emissões de carbono e neutralizamos essas emissões, adquirindo créditos de programas auditados e certificados voltados à conservação da floresta. 

Temos um histórico de fomento à energia limpa, financiando sistemas de geração fotovoltaica para nossos associados e priorizando a energia solar nas nossas agências e sedes administrativas.  

Para celebrar a data, o Sicredi lança também o Movimento de Voluntariado, com o mote “Cooperar para mudar o mundo”, para estimular as empresas a adotarem políticas de responsabilidade social corporativa e de sustentabilidade. O Movimento é uma iniciativa que tem o objetivo de promover o serviço voluntário de forma sistemática e mais eficaz, envolvendo colaboradores, associados e comunidade para uma atuação cidadã, por meio de ações solidárias que estejam alinhadas ao desenvolvimento local.  

Além de palestras, oficinas e ações relacionadas aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), da ONU, o Sicredi disponibiliza diversos materiais de apoio aos voluntários. O 1º sábado de julho é uma espécie de pontapé inicial das atividades programadas para o ano, com objetivo de manter vivo o espírito do voluntariado, que tanto valorizamos. Pois a essência cooperativista vislumbra exatamente a coletividade: resultados que beneficiam a todos, fortalecem nossas atividades e reverberam em toda a sociedade.  

*João Spenthof é presidente da Central Sicredi Centro Norte, e vice-presidente da OCB/MT (Organização das Cooperativas Brasileiras no Estado de Mato Grosso)