Início Cidades Sorriso AGER Sorriso monitora o fornecimento de água por meio de sistema de...

AGER Sorriso monitora o fornecimento de água por meio de sistema de automação em 10 pontos

0

Os equipamentos, já instalados, transmitem em tempo real as informações sobre a continuidade e interrupção no fornecimento, bem como a pressão da água

A Agência Reguladora dos Serviços Públicos Delegados de Sorriso (AGER Sorriso), realizou a implantação de um sistema de automação de monitoramento da pressão da rede de distribuição de água em Sorriso. Os equipamentos, já instalados, transmitem em tempo real as informações sobre a continuidade e interrupção no fornecimento, bem como a pressão da água nos locais onde estão instalados.

“O sistema ainda está em fase de teste, mas já supera nossas expectativas. Com esse sistema vamos conseguir monitorar a eficiência do fornecimento de água em tempo real e atuar de forma mais precisa, conseguindo dar uma resposta mais rápida aos usuários, sobre a fiscalização da pressão da água que chega nas residências.” Explicou o presidente da AGER Sorriso, Evandro Vozniak.

Inicialmente foram instalados em 10 pontos com o sistema de automação que envia informações para a plataforma criada pela Gerência de Tecnologia da Informação (GTI) da companhia, que envia mensagens instantâneas nos celulares cadastrados e é possível monitorar através do aparelho de celular de qualquer localidade.  

Os dados são coletados pela empresa Mato-grossense Flow, especializada em modernização dos sistemas de saneamento, através de monitoramento com automação, equipamentos, modelagem hidráulica, consultoria técnica e desenvolvimento de projetos.

“Esta ferramenta nos permite acompanhar de forma mais precisa os parâmetros do abastecimento de água e a identificar de imediato os episódios de desabastecimento, o que é um aliado na fiscalização da prestação deste serviço pela concessionária, podendo diminuir o tempo de resposta em situação de crise hídrica”. Pontuou Emerson Costa Ferreira, o Gestor de Regulação e Fiscalização.

O controle de pressão é um dos parâmetros importantes na gestão operacional de uma rede de distribuição de água, pois as pressões altas podem provocar o rompimento da tubulação e a pressão baixa pode não subir nos reservatórios das residências. Segundo o contrato de concessão a pressão mínima precisa estar em 5MCA (Metros de Coluna de Água), já a máxima não deve passar de 30 MCA.

DA ASSESSORIA