Início Cidades Sorriso Agentes de Combate à Endemias conhecem ações do Eco Sorriso

Agentes de Combate à Endemias conhecem ações do Eco Sorriso

0

Em Secretaria de Saúde e Saneamento,Secretaria Municipal de Agricultura, Meio Ambiente, Ciência e Tecnologia – SAMATEC,

Para conhecer um pouco mais sobre o Programa eco Sorriso, desenvolvido pela Prefeitura de Sorriso, mais de 50 agentes de combate a endemias (ACEs) participaram na última sexta-feira, 23 de junho, de uma capacitação voltada à educação ambiental. Coordenador do Programa, Diogo Martins, apresentou as ações que buscam por conscientização e mobilização para uma cidade mais responsável com o meio ambiente.

Diogo explica que o Eco Sorriso nasceu em 2019 e desde então segue ampliando suas ações no Município, conta atualmente com coleta seletiva de resíduos recicláveis porta a porta em 42 bairros da cidade (cerca de 70% do Município); pontos de coleta de óleo de cozinha usado em todos os Cemeis e escolas da rede municipal de ensino; educação ambiental, além dos ecopontos para a entrega de recicláveis.

Ainda pensando em sustentabilidade, no Município já há unidades escolares que contam com biodigestores, de modo que o resto das merendas vira biogás e biofertilizante. Com isso, a meta é ser a primeira rede pública do Brasil a ser “Escolas Lixo Zero”. O Paço Municipal também colocou em prática o “Gabinete Lixo Zero”, que, junto com a Estação da Sustentabilidade, estimula servidores e visitantes a fazer da reciclagem uma nova opção de vida.

Na sexta-feira, a equipe aproveitou para esclarecer dúvidas dos ACEs, já que é diretamente com os ACEs que muitos cidadãos tiram as suas dúvidas sobre itens como a coleta seletiva.  Além disso, ações de sustentabilidade e o conceito “Lixo Zero” também foram debatidos.

“São ações diárias, rotineiras que aprecem pequenas, mas que fazem uma grande diferença no quesito sustentabilidade; por exemplo, ao substituir o copo descartável peal caneca ou garrafinha d’água, que é uma atitude simples, automaticamente realizamos uma ação transformadora”, ressalta.

 Para entender um pouco mais de sustentabilidade na prática, a equipe trabalhou com a elaboração de vaso compostor; cada participante fez seu próprio vaso compostor para que possa coletar em casa restos de frutas e verduras e transformar em adubo. “Reforçamos que é simples contribuir, cuidar; enfim, agir de forma sustentável” destaca Diogo.

Eco Sorriso é premiado

Recentemente, nos dias 16 e 17 de junho, o Eco Sorriso foi um dos programas premiados na quarta edição do Prêmio Cidades Sustentáveis que busca acelerar a implementação da Agenda 2023.  A Capital Nacional do Agronegócio foi a vencedora do prêmio na categoria Econômica | Cidades Médias.

Para a premiação, foram reconhecidas as Boas Práticas de cidades que estão avançando na implementação da Agenda 2030 e dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), com políticas públicas que apresentam resultados concretos e mensuráveis. A Agenda 2030 é uma realização do Instituto Cidades Sustentáveis, no âmbito do Programa Cidades Sustentáveis (PCS), com o apoio do Projeto CITinova.

Para viabilizar o programa no Município, o Eco Sorriso é  integrado diretamente às secretarias de Agricultura, Meio Ambiente, Ciência e Tecnologia (Samatec), Obras e Serviços Públicos (Semosp), e também compõe as ações da Controladoria Geral do Município (CGM).

DA ASSESSORIA