Início Geral Prefeitura de Sorriso realiza Mutirão do Eletrocardiograma e zera fila

Prefeitura de Sorriso realiza Mutirão do Eletrocardiograma e zera fila

0
Compartilhar

A prefeitura de Sorriso,  através da Secretaria de Saúde e Saneamento, realizou no sábado (15), no Ambulatório Multiprofissional Especializado (AME), o  Mutirão do Eletrocardiograma,  com atendimento de 112 pessoas, dos 150 que estavam agendados.

“Nós tínhamos 150 pacientes agendados para fazer o exame, mas cerca de 30 pacientes faltaram. Esse é um exame importante, pois através dele nós conseguimos prevenir doenças do coração e até mesmo fazer um diagnóstico precoce de algum possível problema  do mal funcionamento do coração, além de ser um dos exames exigidos no pré cirúrgico, a exemplo da cirurgias de olhos.  Infelizmente tivemos muitos  faltantes, mas trabalhamos para zerar a fila do ECG ,” explicou o coordenador da Atenção Especializada, Matheus Freiria.

Segundo o secretário de Saúde e Saneamento, Luiz Fábio Marchioro, os mutirões que o município realiza são para atender as demandas da pasta.  “Esse regime de atendimento nos finais de semana com serviços especiais é uma determinação do prefeito Ari Lafin, com o intuito de atender as demandas da saúde especializada”, disse ele.

O Eletrocardiograma ou ECG, é um exame que avalia a atividade elétrica do coração a partir de eletrodos fixados na pele. Essa atividade é caracterizada pela variação na quantidade de íons de sódio dentro e fora das células musculares cardíacas.

O resultado deste exame é registrado em gráficos que comparam a atividade cardíaca do paciente com o padrão, indicando se a atividade cardíaca está dentro da normalidade ou se há alterações nos músculos e nervos do coração.

Esse exame é capaz de detectar o ritmo do coração e o número de batimentos por minuto, por isso é usado para identificar arritmias, aumento de cavidades cardíacas, patologias coronarianas, infarto do miocárdio, distúrbios na condução elétrica do órgão, problemas nas válvulas do coração, pericardite, hipertrofia das câmaras cardíacas e doenças que isolam o coração.

DA ASSESSORIA/Adriano Carneiro/Fotos: Adriano Carneiro